InícioFAQBuscarPortalMembrosRegistrar-seConectar-se
Alunos do 1º ano - Não deixem de participar da travessia: part 1, part 2, part 3 e part 4 !
Vaga aberta para professor de Ética Bruxa.
Clique aqui e inscreva-se já no grupo do 1º ano, as aulas começam dia 15 de Julho!
Quer escrever um livro para o RPG, mas não sabe como? Clique aqui e confira como!

Compartilhe | 
 

 Real Jardim Botânico

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3
AutorMensagem
Diretor Alvoros Grunnion
Diretor
Diretor
avatar

Patrono : Fênix
Bicho-papão : Diretor

Perfil de Quest
Escola/Casa: Corvinal
Ano Escolar: Concluído
Varinha:

MensagemAssunto: Real Jardim Botânico   Seg 14 Jan 2013, 20:48

Relembrando a primeira mensagem :

Real Jardim Botânico

Edimburgo, Escócia



O Jardim Botânico Real de Edimburgo é uma instituição científica e uma atração turística. Foi fundado em 1670 como um jardim para o cultivo de plantas medicinais, utilizadas pelos médicos como remédios nos séculos anteriores ao século XX. Atualmente está localizado em quatro diferentes regiões da Escócia: Edimburgo, Dawyck, Logan e Benmore – cada uma delas com suas coleções especiais de plantas.

Fonte: Wikipédia



RPGHogwarts.org

_________________
Alvoros Grunnion
Diretor da Escola de Magia e Bruxaria de  Hogwarts


Ações
- Falas
"Falas de outros personagens"
"Pensamentos"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário

AutorMensagem
Julian W. McGregor
Corvinal
Corvinal
avatar


Perfil de Quest
Escola/Casa:
Ano Escolar: 1° Ano
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Real Jardim Botânico   Sex 12 Fev 2016, 01:23

Passo por ali, fico observando os turistas e depois me retiro.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Becca Czarevich Rolstroy
Sonserina
Sonserina
avatar


Perfil de Quest
Escola/Casa: Sonserina
Ano Escolar: Concluído
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Real Jardim Botânico   Qua 20 Abr 2016, 09:16



O tour incluía o Real Jardim Botânico da Escócia. Prendi a respiração de tanta empolgação ao atravessar o lugar, era simplesmente incrível. O grupo caminhou por lá, seguindo as orientações do guia que nos mostrava cada cantinho e sua história. Ao fim tivemos um tempo livre que eu aproveitei para simplesmente caminhar no silêncio relaxante do lugar. Algum tempo depois, assim como o restante do grupo, sai dali e segui para o próximo local a ser visitado.

_________________
.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Aurora Graham MacKinnion
Fantasmas
Fantasmas
avatar


Perfil de Quest
Escola/Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: 1° Ano
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Real Jardim Botânico   Qui 23 Jun 2016, 19:18

A família Graham MacKinnion sempre gostava de visitar os campos de céu aberto em suas férias para poder aproveitar bem a sensação se brisa e do ar puro. Enquanto o pai e a mãe conversavam, Aurora, a filha única do casal aproveitava para correr por aí toda feliz com a vida. A menina ainda era uma criança, mesmo que uma carta misteriosa tenha sido enviada para a sua casa indicando um novo futuro inesperado para a pequena Aurora. De tão infantil, a menina acabava não percebendo que o assunto dos seus pais a fundo era sério demais para não se espiar um pouco. Tudo o que preocupava ela era poder alcançar um pequeno inseto a sua frente, na folha ainda molhada da noite passada - Eu sempre gostei de joaninhas. - Dissera ela falando sozinha, como estava acostumada a narrar suas próprias brincadeiras. Ela não ficou muito tempo com a sua amiguinha, uma vez que seus pais decidiram não demorar muito ao término do piquenique. Logo, Aurora saiu dali.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sophie Cahors D'Amici
Professores
Professores
avatar

Bicho-papão : Perder sua filha

Perfil de Quest
Escola/Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Espinheiro-Alvo, 16 cm, Elástica, Pena de Hipogrifo.

MensagemAssunto: Re: Real Jardim Botânico   Qua 21 Set 2016, 10:14

Chego no Real Jardim Botânico.
Dou um passeio pelo local.
Quando começa a anoitecer decido ir embora dali.
Saio dali.

_________________
_ sophie elizabeth cahors d'amici _
❖ cahors family ❖ d'amici family ❖
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Frederick R. McCain
Sociedade Trouxa - Adulto
Sociedade Trouxa - Adulto
avatar


Perfil de Quest
Escola/Casa: Outra
Ano Escolar: Concluído
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Real Jardim Botânico   Sex 21 Out 2016, 01:45


Eu odiava os escoceses e não sabia o motivo, porém tinha minhas suspeitas de que isso se devia as gaitas de fole, que eu particularmente detestava ouvir, minha vontade era de quebrar cada uma dessas benditas que estivessem pela Terra, mas como isso me demandar um gasto filho da mãe de dinheiro e tempo, eu simplesmente tentava entrar pra seita, aquela lá mesmo que dói menos. Eu carregava meu conjunto compacto de lentes e um tripé, enquanto meu assistente carregava o material para o ajuste da luz e angulação, fazia um bom tempo que eu não tinha que sair ao ar livre pra fotografar, mas a chegada de uma nova estação sempre "inspirava" saídas ao ar livre pra se aproveitar dele para os novos catálogos. Eu me preocupei em arrumar a estrutura toda que precisávamos pras fotos e deixei o pessoal lidar com o resto, era uma empresa de sapatos e eles que escolheriam as composições que usariam e tudo mais, estava ali pra tirar fotos, como o meu contratante me lembrou algumas vezes. — Ainda não acredito que ele realmente me vetou de decisões sobre o que eles tem de usar. — Falei em voz baixa pra meu ajudante que começou a rir e falar algumas coisas sobre o cara, nós não pudemos aproveitar muito a conversa porque tínhamos poucas horas antes do dia terminar e eu não queria ter que passar mais um dia com o cara chato da empresa de sapatos. — Vamos lá! — Falei em voz alta e fui arrumando os quadros e fotos, falando sobre posições e só, algumas combinações não casavam bem com o ambiente, mas eu me calei e continuei fazendo meu trabalho, até que o fim do dia se deu e nós fomos dispensados, ajudei meu assistente a juntar tudo e dei carona para ele até o hotel, saio dali.
Template By: Déh

_________________
FREDERICK MCCAIN
Everybody stops and they staring at me...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ivna Cunningham Czarevich
Auror Sênior
Auror Sênior
avatar

Patrono : Lince Euroasiático

Perfil de Quest
Escola/Casa: Durmstrang
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Lasca de Casco de Centauro, Carvalho, 29cm, Inflexível.

MensagemAssunto: Re: Real Jardim Botânico   Sab 25 Fev 2017, 21:14



Caspar se despediu de mim com um aceno, saindo com outro amigo, enquanto eu seguia para o porto [...] Apertei os olhos para enxergar sob o sol brilhante, segurando com força as tiras da mochila. A Escócia era exatamente o que eu esperava, desde as culturas menores até os rosto característicos. Era um novo começo para mim. Finalmente eu podia andar em algum lugar sem os sussurros daqueles que sabiam — ou achavam que sabiam — alguma coisa do meu presente, sem ninguém para me encarar, sem boatos, nada de pena ou julgamento. Eu era tão comum quanto qualquer outra mulher ingênua e possuidora de um cargo cauteloso... [...] Após um bom tempo vagando pelo Jardim, deixei o ambiente.

_________________
my lovely hell
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Owain H. Beoulve
Auror Especialista
Auror Especialista
avatar

Bicho-papão : Auror Ministerial

Perfil de Quest
Escola/Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Pelo de Rabo de Cérbero, Cipestre, 30cm, Maleável.

MensagemAssunto: Re: Real Jardim Botânico   Ter 28 Fev 2017, 18:15

Após o combate contra os mercenários no Palácio de Westminster a atenção de Owain em seu trabalho havia sido redobrada e além de manter os olhos atentos, também se via na obrigação de usar algumas leves magias de proteção quando estava sozinho por entre os corredores em suas vigias noturnas, mas desde aquela noite, nada mais de estranho aconteceu no serviço do Auror Ministerial, tudo seguiu normalmente. Porém, conforme os dias se passavam, ele começava a notar uma inquietação se instaurando entre os demais membros do MI6, principalmente porque dentre pouco tempo, a nova primeira-ministra britânica tinha um compromisso na Escócia e apesar de todo o serviço que já era feito com antecedência, alguns dos membros do Serviço de Inteligência, inclusive Owain, temiam que alguma coisa pudesse acontecer e que eles não haviam prevido.

A ansiedade que se apoderava do corpo de Owain, algo incomum na vida do lufano, apenas reduziu quando ele acordou bem cedo naquele dia e lendo suas anotações, reviu quais seriam as suas tarefas naquele dia e após estar vestido a caráter, começou de fato o seu trabalho e foi cuidadoso, pois sabia que no passado, apesar da maior parte do povo escocês ter votado pela permanência do país como parte do Reino Unido, ainda existiam um grande número de pessoas que tinham o mesmo espírito de Willian Wallace e desejavam, mais do que tudo, a liberdade de seu país. Era com essas pessoas que Owain se preocupava, visto que naquele exato momento, enquanto seus olhos guardavam o prédio do Parlamento Escocês, onde a Primeira Ministra deveria estar em reunião com outras pessoas importantes daquele país. Conforme os minutos se passavam e nenhum sinal de protesto surgia, alguns dos outros seguranças ficavam mais tranquilos e gradativamente, o bruxo era capaz de ouvir pequenos comentários ao seu redor, feitos por seus companheiros de trabalho. A maioria tinha interesse em saber qual era o assunto que acontecia dentro da construção que eles protegiam e algumas apostas eram feitas, Owain, obviamente, permanecia em total silêncio e com uma expressão de seriedade estampada em sua face, poderia facilmente ouvir o que estava acontecendo ali dentro com um aceno de sua varinha e dar um fim a discussão de seus colegas, mas ele não havia recebido essa ordem de seus superiores e também não lhe interessava o que as outras pessoas tinham a conversar, se importava apenas com o seu trabalho.

Foi com um suspiro incerto que o Beoulve olhou a sua direita, calmamente, e notou os primeiros veículos de imprensa chegando a frente ao prédio do Parlamento Escocês. Por um momento, viu uma inquietação surgindo entre os demais que trabalhavam consigo, foi nesse momento, então, que balançando a cabeça, falou — A Primeira-Ministra havia marcado uma coletiva para logo depois da reunião — lembrou-se e sentiu um arrepio percorrendo a sua espinha e naquele momento o lufano soube que algo de ruim viria a acontecer naquele dia, pois aquela sensação funcionava como um sentido para coisas negativas e rapidamente, tocou a sua cintura, certificando-se de que sua varinha estava ali. Quando sentiu o volume em sua roupa, soltou um suspiro aliviado. Enfim, assim que Owain deu o aviso de que teria uma entrevista naquele local, as demais pessoas que faziam a segurança pareceram ficarem mais tranquilas com aquelas variedades de câmeras e máquinas fotográficas apontadas diretamente para eles.

Por um momento, conforme a entrevista acontecia tranquilamente, Owain pensou que o seu sentido para identificar problemas havia falhado, mesmo que ele se mantesse alerta a maior parte do tempo, pensou em relaxar um pouco seus músculos e se tranquilizar, mas todos os seus desejos foram por água abaixo quando um dos guardas, nervosamente, se aproximou do Auror Ministerial e o avisou de que manifestantes se aproximavam. Imediatamente, os olhos do Beoulve percorreram o ambiente ao redor do prédio e sua audição, aguçada, conseguiu detectar sons de pessoas se aproximando dali. Sem pensar muito, Owain aproximou-se o mais rápido possível da Primeira-Ministra e não se importando com a enorme quantidade de cliques que aquele ato atraía dos repórteres que ali estavam, cochichou do ouvido da mulher — Senhora, precisamos sair o mais rápido possível. manifestantes estão se aproximando. Queira me acompanhar. — comentou e rapidamente, olhou para os demais guardas, haviam montado um esquema para tirar a Ministra dali caso aquilo viesse acontecer e agora era hora de saber se o plano que haviam formulado no MI6 era realmente infalível ou se os manifestantes descobririam furos naquilo e chegariam ao alvo deles.

Em poucos segundos, o local anteriormente repleto de repórteres se transformou num pequeno cenário de guerra: manifestantes chegavam de todos os lados, jogando bombas caseiras a frente e atirando pedras em qualquer coisa que se parecesse com um inglês. Owain, como os demais guarda-costas haviam feito um sistema de segurança para proteger a Ministra, isolando uma grande área e deixando a mulher bem no meio dela, numa distância onde ninguém com uma força humana comum fosse capaz de atirar bombas ou pedras. Haviam escudos de policiais impedindo que eles atravessassem e Owain, calmamente, tentava ordenar tudo com uma concentração incrível. Ele já havia feito aquilo outras vezes, sim, mas não tinha a segurança de uma pessoa tão importante quanto a daquela mulher em risco e quando ele deu um passo à frente, buscando uma melhor visão do ambiente ao seu redor, sentiu uma dor latente no canto direito de sua testa e em seguida, o líquido de textura diferente escorrendo por sua face ao mesmo momento em que parte de sua visão ficava turva.

Uma pedra havia atingido-o e apesar da dor sentida naquele momento, Owain não gritou e também não caiu no chão, sabia que sua prioridade era a vida de uma outra pessoa e quando entrou naquele serviço, jurou morrer em prol de um bem maior caso fosse necessário. Mesmo tonto, conseguiu ver que o lado “Inglês” naquela batalha campal estava em grande desvantagem para o lado dos manifestantes nacionalistas, as bombas e pedras haviam derrubado e acuado alguns dos guardas que faziam a proteção da ministra, aproximando os escoceses da Ministra. Foi naquela situação de completa destruição que Owain decidiu que não podia mais segurar, respirando fundo, levou a sua mão até a varinha que estava presa na sua cintura e olhando para o caos ao seu redor, viu que não seria difícil usar sua magia sem ser percebido. Suspirou e falando mentalmente os feitiços, enquanto girava a sua varinha o mais furtivo possível, apontou ela em si mesmo “Desilusionar” e no instante seguinte, desapareceu por completo. Sabia que não estava invisível de fato, mas aquele disfarce o ajudaria a afastar os manifestantes dali e também a se aproximar da primeira-ministra ainda há tempo. Rapidamente, Owain correu para perto dos manifestantes e a sua varinha constantemente se movimentava, enquanto sua mente imaginava feitiços como “Cofundus” e “Repello Mugletum”. Em poucos minutos, o homem havia conseguido conter a maioria dos manifestantes que ali estavam e ele, coincidentemente, havia chegado ao lado da primeira ministra segundos após o efeito do desilusionar sumir, conseguindo sair com ela dali.

Foi só então, ao sair dali, que percebeu como uma pedra lançada por um trouxa poderia doer tanto como um feitiço bruxo.

_________________
Owain Henry Beoulve
Auror Perito em Esconderijos e Disfarces
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Charlie Touss. Chantrell
Mercenário
Mercenário
avatar

Bicho-papão : Reencontrar seu irmão.

Perfil de Quest
Escola/Casa: Beauxbatons (França)
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Presa de Vampiro, Espinheiro-Negro, 28cm, Rígida.

MensagemAssunto: Re: Real Jardim Botânico   Qua 03 Maio 2017, 20:55


these flowers are mine

Cheirou uma margarida que repousava na sombra lentamente. Desde quando o acidente aconteceu Nimue começou a perceber o quanto margaridas eram belas, e toda vez que saia, geralmente para o jardim botânico, gostava de cheira-las. Apertou o bichinho de pelúcia contra seu peito e continuou a observar a flor atentamente. Sabia que não poderia retira-la dali caso não quisesse receber uma bela bronca de um guarda ambiental, e mesmo que sua mãe a fitasse reprovando sua ação, a lufana conseguiu ter pulso firme o suficiente para não fazer daquilo um assassinato da flor.

Olhando aos poucos para trás, caminhou rapidamente na direção de sua responsável e lhe deu a mão. Sabia que quando chegasse em casa teria que presenciar um séria conversa, porém não ligava muito para isso. Contanto que estivesse sã e salvo em seu quarto, a garota já ficaria feliz. Ambas das mulheres deram uma breve volta pelo jardim botânico, e assim que decidiram que era a hora certa, não hesitaram de deixar o local e logo pegar o carro de volta para casa. Talvez algum dia Minue voltaria a visitar aquele lugar. Talvez, nunca mais o visse na vida.

_________________
Charlotte Chantrell
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Charlie Touss. Chantrell
Mercenário
Mercenário
avatar

Bicho-papão : Reencontrar seu irmão.

Perfil de Quest
Escola/Casa: Beauxbatons (França)
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Presa de Vampiro, Espinheiro-Negro, 28cm, Rígida.

MensagemAssunto: Re: Real Jardim Botânico   Qua 03 Maio 2017, 20:55


Depois que o post bugou e postou a mesma caralha duas vezes, Nimue novamente acompanhou sua mãe e saiu do local.

_________________
Charlotte Chantrell
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Asher Moore Schrödinger
Sociedade Trouxa - Adulto
Sociedade Trouxa - Adulto
avatar


Perfil de Quest
Escola/Casa: Outra
Ano Escolar: Concluído
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Real Jardim Botânico   Sex 10 Nov 2017, 12:11

Realmente, aquele lugar era um antro de plantas e a maioria das pessoas que visita aquele jardim botânico procura por plantas, Asher era diferente, ele estava procurando por pássaros. Era um ornitólogo, e realmente observar e fotografar pássaros era um passatempo seu. Asher estava precisando mesmo de um passatempo, seu pai não estava na melhor das saúdes e também era velho, não demoraria para ele bater com as botas. O homem não sabia o que mais lhe dava medo, se era perder o seu pai ou se era assumir a família, porque lá é como uma monarquia e Asher era da família real, o príncipe. Pelo menos agora ele podia apenas se concentrar em observar pássaros. Após tirar uma belas fotografias, o homem saiu do local.

_________________
ASHER MOORE SCHRÖDINGER
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Real Jardim Botânico   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Real Jardim Botânico
Voltar ao Topo 
Página 3 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Ilhas Britânicas :: Norte da Grã-Bretanha-
Ir para: