InícioFAQBuscarPortalMembrosRegistrar-seConectar-se
O provão será realizado entre os dias 17 e 19 de novembro!
Os editais das provas da Copa Intercasas foram divulgados: clique aqui e conheça as provas!
A lista OFICIAL de aprovados e do provão foi divulgada!

Compartilhe | 
 

 Odeon Bar & Grill

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte
AutorMensagem
Diretor Alvoros Grunnion
Diretor
Diretor
avatar

Patrono : Fênix
Bicho-papão : Diretor

Perfil Bruxo
Escola/Casa: Corvinal
Ano Escolar: Concluído
Varinha:

MensagemAssunto: Odeon Bar & Grill    Seg 14 Jan 2013, 20:45

Relembrando a primeira mensagem :

Odeon Bar & Grill

Dublin, Irlanda



Um bar e restaurante para os que gostam de aproveitar as melhores bebidas da cidade junto com sua gastronomia de pratos saborosos e originais. Apesar do local ter sido restaurado e mantido com seu ar do passado, dentro a decoração é bastante moderna e conta com mesas, sofás e até um mini palco montado para show's acústicos no local.

OBS.: Local protegido pela lista de Lugares Protegidos.



RPGHogwarts.org


Alvoros Grunnion
Diretor da Escola de Magia e Bruxaria de  Hogwarts


Ações
- Falas
"Falas de outros personagens"
"Pensamentos"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário

AutorMensagem
Ninive K. Krochan Stavros
Professores
Professores
avatar

Patrono : Tubarão-cinzento-dos-recifes
Bicho-papão : Sereianos

Perfil Bruxo
Escola/Casa: Ilvermorny (EUA)
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Salgueiro, 26 cm, Rígida, Corda de Coração de Dragão.

MensagemAssunto: Re: Odeon Bar & Grill    Qui 21 Jan 2016, 09:24

"actions have consequences"
Reckless
Ninive andava bebendo demais ultimamente, chegava até a ser estranho isso provindo de uma mulher que nunca tinha se acostumado a colocar álcool na boca, aquilo era perigoso, não podia se entregar a bebida depois que as ferias terminassem, onde já se viu uma professora bêbada? Nem acreditava no que tinha feito um dia desses, utilizava o cartão do homem que encontrava pelos bares, e lá estava combinado outra ida no bar. - Ninive o que foi que você fez? - Perguntava-se repetidamente enquanto se arrumava, ela era uma mulher né, tinha que colocar uma roupa decente, fazer uma maquiagem decente, fazer um cabelo decente, você sabe. Ao olhar-se no espelho se surpreendeu um pouco, fazia muito tempo que ela não se arrumava porque ia digamos que sair com alguém, mas ela antes tinha que fazer uma coisa, tomar um drink mexicano que estava ali em cima da sua mesa, a pouca tempo descobrira que ironicamente o que fazia Bia ir para longe de sua mente eram bebidas que Ninive nunca tinha experimentado antes, digamos que a sensação de algo novo fazia Ninive ficar online. Uma pena que isso deixava ela bêbada, visto que a mulher nunca foi forte pra bebidas.

Aparatou perto do lugar de encontro, certificou-se de que ninguém vira a sua aparição do nada, ficou bem contente por não ter ocorrido um estrunchamento, afinal, apesar de ter total consciência de seus atos, Ninive esta mais pra lá do que pra cá por causa da bebida. Legal, agora qual foi a mesa que eu reservei? Ah que droga. Ninive ficou olhando para o local, felizmente conseguiu achar a forma de Aaron sentado numa cadeira com facilidade, caminhou até ali e quando chegou perto da mesa ela fez o maravilhoso ato de demonstrar como estava batendo as pernas na cadeira da mesa ainda não habitada por ninguém. - Opa, desculpa, desculpa. Eu sou meio desnorteada, acontece. - Falava ela já de relance sem nem ao menos dar um cumprimento decente, chegava a ser vergonhoso, ela estava com as bochechas corando.


Ninive Justine K.K.S.H.
Conhecida como "a tia", também professora de DCAT, a dona do clube de duelos de hogwarts e uma piromaníaca nas horas vagas
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nathanael Kalitch Daying
Sociedade Bruxa - Adulto
Sociedade Bruxa - Adulto
avatar

Bicho-papão : Terremotos

Perfil Bruxo
Escola/Casa: Outra
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Pelo de Nundu, Carvalho Inglês, 29cm, Maleável.

MensagemAssunto: Re: Odeon Bar & Grill    Ter 02 Fev 2016, 15:02

Here we are
cigarrets and black beer are medicines



Guardei o maço de cigarros no bolso e levantei meus olhos ao ouvir o som da porta se abrindo. Lá estava ela, cambaleando que nem uma bêbada pelo bar, se é que ela não estava bêbada. Me levantei e então um sorriso se formou em meu rosto, não sei por que eu ficava animado ao ver aquela mulher ali, ainda que estivesse completamente desnorteada. Me aproximei dela e então lhe dei um abraço -- O-oi Ninive... - falei um pouco sem graça pelo abraço -- Aliás, já andou bebendo sem mim? - deixei um riso escapar e então guiei ela até a mesa onde eu antes estava sentado. A cerveja que eu havia pedido antes logo chegou, tomei um gole e então olhei para a mulher -- Então... Por que me chamou? - a fitei por poucos segundos antes de meu celular tocar, o retirei do bolso e olhei de relance, era meu primo, deveriam ser mais problemas em Moscou. Desliguei o celular e então voltei a olhar para a mulher, esperando que ela se pronunciasse.





a pretty good ending...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ninive K. Krochan Stavros
Professores
Professores
avatar

Patrono : Tubarão-cinzento-dos-recifes
Bicho-papão : Sereianos

Perfil Bruxo
Escola/Casa: Ilvermorny (EUA)
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Salgueiro, 26 cm, Rígida, Corda de Coração de Dragão.

MensagemAssunto: Re: Odeon Bar & Grill    Sex 05 Fev 2016, 05:03

"Nothing to say, much to say"
Reckless
Um abraço foi ótimo para ela se nortear, abraçar era uma ação tal fácil e comum que, ainda que estivesse naquela situação, ela conseguia realizar perfeitamente, como se estivesse cem porcento sóbria. - Oi. - Falou ela um pouco ainda sem graça e desconcertada com tudo aquilo, ao ouvir ele falar sobre a bebida, Ninive rapidamente tentou desmentir. - Não, não, eu bebendo? Porque eu beberia? Eu não... - Nossa, aquilo estava incrivelmente patético. - Sim. - Falou por fim, sentando-se na cadeira enquanto se apoiava no homem e na mesa para não cair e fazer feio. Colocou a mão na cabeça como se isso fosse cura-la totalmente, mas viu que era um movimento inútil. Os dois estavam agora sentado na mesa, e então ele perguntou o porque de ela ter o chamado. Verdade ou mentira, eu não tenho nem tempo pra decidir. Tinha que dar uma resposta imediatamente, mas algo a salvou, o tocar de um daqueles eletrônicos trouxas ressoou, qual era o nome daquilo mesmo? Celoular? Não, celular. Ninive nunca agradeceu tanto por um daqueles, era só Aaron atender que ela teria mai tempo para inventar alguma coisa, porém ele não entendeu. To ferrada. Sua primeira mentira não tinha dado certo, ela não ia tentar de novo pra passar mais vergonha. - Er... Então... Eu estava bêbada quando eu te convidei. - Aquela era uma resposta tão ruim para uma pessoa que ela queria bem, não podia ficar só desse jeito. - Acho que eu acabei pensando em você nos meus devaneios da bebida... É, eu queria. - Nossa Ninive esse foi o pior encontro da história, e olha que você já deu aula disso. Só esperava que ele não a julgasse muito pelo seu estranho episódio.    


Ninive Justine K.K.S.H.
Conhecida como "a tia", também professora de DCAT, a dona do clube de duelos de hogwarts e uma piromaníaca nas horas vagas
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Morgana Salvatore Zarek
Ex-administrador
Ex-administrador
avatar


Perfil Bruxo
Escola/Casa: Durmstrang
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Ferrão de Explosivin, Espinheiro-Negro, 28cm, Rígida.

MensagemAssunto: Re: Odeon Bar & Grill    Qui 11 Fev 2016, 23:46


Havia cansado das férias, das longas viagens e de todo o tempo afastada do meu filho. Mas principalmente, precisava voltar a rotina e colocar minha vida nos eixos, como de uma bruxa normal. Para começar, resolvi ir até um bar normal, com roupas normais, afim de dar adeusinho as férias. Sentei numa mesa mais reservada e fiquei observando o artista no minúsculo palco a cantar e tocar violão. Cena pitoresca. Pedi ao garçom que me trouxesse uma gin tônica e uma água, até decidir o que iria comer ali. – Hnm... – Tomei um gole da minha bebida e tentei não bocejar, tamanho era o tédio que sentia em estar ali. Não podia mais continuar indo atrás de nenhuma aventura, não era mais nenhuma garotinha para isso, precisava por os pés no chão e encarar a realidade dos anos. Abominável situação, eu sei.


Morgana Salvatore Zarek
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Harold S. Zarek
Sociedade Bruxa - Adulto
Sociedade Bruxa - Adulto
avatar


Perfil Bruxo
Escola/Casa: Sonserina
Ano Escolar: Formado
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Odeon Bar & Grill    Qui 11 Fev 2016, 23:58


if you'll be my star, i'll be your sky
You can hide underneath me and come out at night. When i turn jet black and you show off your light

Eu não tinha parado após minha saída do Ministério da Magia, mantinha o velho hábito de ter alguns negócios pelo mundo todo e o negócio da vez era o de uísques irlandeses, como era bom nisso de beber, nada melhor que cuidar de um negócio de bebidas que tinha tudo pra dar certo. Havia planejado me encontrar ali com um fornecedor que já estava atrasado em cerca de uma hora, o que indicava que não iria aparecer de forma alguma. O mais estranho não era eu estar em um bar e restaurante trouxa com uma música calma demais que era cantada por um homem em um palco mais a frente, não mesmo, foi ver com meus próprios olhos a mulher que simplesmente havia sumido depois de fazer o caos na minha vida. Morgana tinha simplesmente sumido do mapa depois de todo aqueles dramas que envolveram até mesmo minha prima, Louise, que me aconselhou a respeito dela e eu não dei tanto ouvidos. Me levantei da minha mesa e fui até a dela, dando um sorrisinho cínico, típico de quando eu encontrava com ela. - Ora, ora... Não é que a Ludwing ainda vive? - Falei de um jeito meio irritante e me sentei de frente pra ela, apesar de sentir e pensar em outras coisas, não iria abrir o jogo assim. - Achei que tinha morrido... Nunca mais tocaram no seu nome. - Falei brincando e dei um gole no copo de uísque que carregava comigo.

If you be my boat, I'll be your sea
A depth of pure blue just to probe curiosity. Ebbing and flowing and pushed by a breeze
thanks maay


Harold Stilinski Multov Alair Zarek
There's no one quite like you, you push all my buttons down. I know life would suck without you
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Morgana Salvatore Zarek
Ex-administrador
Ex-administrador
avatar


Perfil Bruxo
Escola/Casa: Durmstrang
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Ferrão de Explosivin, Espinheiro-Negro, 28cm, Rígida.

MensagemAssunto: Re: Odeon Bar & Grill    Sex 12 Fev 2016, 00:21


Estava bom demais, ou melhor, tranquilo demais para ser verdade. Se bem que, com aquele tédio todo eu ia acabar dormindo ali. Tomei mais um gole da bebida sem desviar os olhos uma vez sequer do meu mais novo acompanhante. Sim, pois não seria o velho Harold se o mesmo não sentasse sem ser convidado, e ainda assim cheio de piadinhas. – Mas pelo visto meu nome não saiu da sua cabeça, já que ainda lembra dele.– sorri de volta, rapidamente e fechei o semblante, voltando a beber. – Aparentemente foi esquecido aqui.– voltei minha atenção ao cantor e ignorei a presença ao meu lado como se ignora um dos fantasmas de Hogwarts. Não podia cair na tentação de novo de acabar me agarrando com aquele ser. Não mesmo. Apesar do tempo ter feito muito bem a ele, tinha que focar na rotina de vida sem amores, sem paixões, sem... Harold.


Morgana Salvatore Zarek
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Harold S. Zarek
Sociedade Bruxa - Adulto
Sociedade Bruxa - Adulto
avatar


Perfil Bruxo
Escola/Casa: Sonserina
Ano Escolar: Formado
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Odeon Bar & Grill    Sex 12 Fev 2016, 01:41


if you'll be my star, i'll be your sky
You can hide underneath me and come out at night. When i turn jet black and you show off your light

Meus instintos falaram mais alto que a minha razão e essa foi a única coisa que me motivou a ir irritar ela, ao menos era no que tentava acreditar, porque naquela altura do campeonato eu já nem sabia muito bem o que estava fazendo, era mais uma das minhas chegadas inoportunas. - E há como se esquecer a pedra no sapato ou então quem pisou no seu calo? - Falei tranquiloe vi um sorriso naqueles lábios, bem a tempo dela recolher o mesmo, ela sempre fez isso e eu não me espantei por ela fazer de novo. - Sim, foi... Onde se escondeu esse tempo todo? - Falei curioso e fiz como ela, tirando meus olhos dela pra não cair em tentação, quase sempre ela me fazia acabar agarrando ela ou me irritando até a alma, se tinha algo que não dava pra negar era que ela estava tão bem quanto eu me lembrava, dei mais um gole no uísque e fiz sinal pra o garçom me servir mais uma dose.

If you be my boat, I'll be your sea
A depth of pure blue just to probe curiosity. Ebbing and flowing and pushed by a breeze
thanks maay


Harold Stilinski Multov Alair Zarek
There's no one quite like you, you push all my buttons down. I know life would suck without you
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Morgana Salvatore Zarek
Ex-administrador
Ex-administrador
avatar


Perfil Bruxo
Escola/Casa: Durmstrang
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Ferrão de Explosivin, Espinheiro-Negro, 28cm, Rígida.

MensagemAssunto: Re: Odeon Bar & Grill    Ter 23 Fev 2016, 16:04


Sorri discretamente com a resposta dele e passei meu indicador sobre parte dos meus lábios, tentando disfarçar o sorriso, antes que ele sumisse de vez da minha boca. – Agora eu virei a pedra no sapato... que apelido carinhoso.–provoquei e o encarei sem titubear.– Estava de férias. Por ai. Conheci vários lugares interessantes, foi ótimo me afastar de tudo. – expliquei sem rodeios; afinal não tinha para que. Era somente a verdade. –E você, o que me conta de novidades?– perguntei inclinando minha cabeça para o lado.  


Morgana Salvatore Zarek
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Harold S. Zarek
Sociedade Bruxa - Adulto
Sociedade Bruxa - Adulto
avatar


Perfil Bruxo
Escola/Casa: Sonserina
Ano Escolar: Formado
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Odeon Bar & Grill    Ter 23 Fev 2016, 22:08


if you'll be my star, i'll be your sky
You can hide underneath me and come out at night. When i turn jet black and you show off your light

Apesar de ter jurado que ela tinha sorrido com o que eu disse, eu fiquei me perguntando se realmente tinha visto isso e rolei os olhos com a respostinha dela. - Claro... Sempre ficava ali cutucando. - Falei brincando e encarei a mesma, achei interessante a ideia dela, tão parecida com a minha de sair andando por aí, mas eu estava a negócios e não de férias, infelizmente. - Vejamos... Eu sai do Ministério pouco depois que você se foi... Comecei a investir em negócios espalhados por aí, viajei muito que nem você. E hoje foi pura coincidência, tomei um bolo e um cliente. - Falei com calma e dei de ombros como se não tivesse dito nada demais e, na verdade, era nada demais mesmo.

If you be my boat, I'll be your sea
A depth of pure blue just to probe curiosity. Ebbing and flowing and pushed by a breeze
thanks maay


Harold Stilinski Multov Alair Zarek
There's no one quite like you, you push all my buttons down. I know life would suck without you
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Morgana Salvatore Zarek
Ex-administrador
Ex-administrador
avatar


Perfil Bruxo
Escola/Casa: Durmstrang
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Ferrão de Explosivin, Espinheiro-Negro, 28cm, Rígida.

MensagemAssunto: Re: Odeon Bar & Grill    Ter 23 Fev 2016, 22:32


Escutei ele sem desviar o olhar uma só vez e no fim não tive como segurar ou esconder o riso. – Você não parece do tipo que está acostumado a levar bolos... de clientes, claro.–arqueei a sobrancelha rapidamente em forma de desafio e beberiquei minha bebida. – Estamos realmente fodidos por hoje. E nem é numa cama, com massagem pré-sexo nem nada da coisa boa. É só a parte ruim mesmo. – soltei sem filtrar e levantei a mão chamando o garçom que prontamente veio até nossa mesa. –Traga a sugestão do chef e uma garrafa de vinho tinto para acompanhar. – pedi para nós dois sem nem me importar com a opinião de Harold, se ele gostava ou não da comida, se ficaria ou partiria. Bem, caso fosse a segunda opção ia sobrar mais comida. O garçom saiu e eu terminei com minha bebida. –As pessoas deviam saber parar sabe. Quando alguém deixa seu emprego, suas influências em algum local de grande importância é porque algo mudou, algo mais crucial está acontecendo. – comentei pensativa.  


Morgana Salvatore Zarek
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Harold S. Zarek
Sociedade Bruxa - Adulto
Sociedade Bruxa - Adulto
avatar


Perfil Bruxo
Escola/Casa: Sonserina
Ano Escolar: Formado
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Odeon Bar & Grill    Ter 23 Fev 2016, 23:03


if you'll be my star, i'll be your sky
You can hide underneath me and come out at night. When i turn jet black and you show off your light

Eu notei a cara dela quando me ouviu e rolei os olhos, aquela foi uma cutucada cruel, mas eu tinha superado minha fase Giulia nessa vida e agora era um ser evoluído ou quase isso. - Exatamente... Só de noivas e possíveis pretendentes. - Falei de um jeito irônico, me referindo a ela e dei um gole no meu uísque, ela estava acostumada com as minhas defesas, mas eu não ia me defender disso, porque não tinha como. Ergui as sobrancelhas com as ideias dela, deixando a mente ir um pouco longe com aquela ideia da massagem e tal. - Com certeza, tipo uma mal feita. - Falei tranquilo e dei uma risada meio sem graça e ergui as sobrancelhas com o pedido dela, ela estava me incluindo e sem direito a negações, pelo visto. - Olha... Tá mandona, hein? - Falei só pra implicar mesmo, pouco me importava com isso, pelo menos faria algo útil com o bolo que tomei. - Sim, deviam mesmo. Acho que é tudo culpa dos Zareks, eles sempre tem algum negócio, começou com a joalheria e hoje em dia tem muito mais coisas, desde que os garotos mais novos assumiram. - Falei com calma, me referindo a Anthony e Michelly, se juntassem eles a Garret, com certeza já daria uma boa quantidade de negócios, comigo? Chegávamos perto das centenas, não duvido. - Acho que não dava mais certo no Ministério, cansei da vida de engravatado. - Falei brincando e relaxei um pouco no meu lugar, deixando as costas repousarem na cadeira.

If you be my boat, I'll be your sea
A depth of pure blue just to probe curiosity. Ebbing and flowing and pushed by a breeze
thanks maay


Harold Stilinski Multov Alair Zarek
There's no one quite like you, you push all my buttons down. I know life would suck without you
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nathanael Kalitch Daying
Sociedade Bruxa - Adulto
Sociedade Bruxa - Adulto
avatar

Bicho-papão : Terremotos

Perfil Bruxo
Escola/Casa: Outra
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Pelo de Nundu, Carvalho Inglês, 29cm, Maleável.

MensagemAssunto: Re: Odeon Bar & Grill    Sab 19 Mar 2016, 22:10

Here we are
cigarrets and black beer are medicines



Estava mais do que evidente que Ninive estava bêbada, e ainda tentava esconder de mim. Aparentemente após nosso ultimo encontro em Moscou ela havia pegado aquele hábito de se embebedar por aí. Eu estava ali por um simples motivo, ela estava bêbada e se lembrou de mim -- Então é isso oque você acha que eu sou? Um bêbado que acompanha quem está em bares? - passei a mão em meus cabelos, me debruçando sobre a mesa e fitando o copo de bebida. Deixei um suspiro escapar, do mesmo modo ainda era muito bom estar ali com ela -- Então oque você andou bebendo? - tomei o resto de cerveja que havia no copo e sorri para ela, aquela seria uma noite e tanto.
~x~
Após alguns poucos copos de diversas bebidas percebi que Ninive não estava nenhum pouco bem e que talvez fosse melhor irmos embora dali -- Vamos lá, você não tá bem, eu vou te deixar em um hotel okay? - abri minha carteira e deixei dinheiro o suficiente para pagar a conta encima da mesa, passei meu braço por cima dos ombros de Ninive e caminhei com ela até a saída do bar. Entramos juntos em um táxi, indo na direção de um hotel próximo, consegui um quarto para ela e a deixei na porta do mesmo, me despedindo dela com um abraço e um beijo na testa.




a pretty good ending...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Morgana Salvatore Zarek
Ex-administrador
Ex-administrador
avatar


Perfil Bruxo
Escola/Casa: Durmstrang
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Ferrão de Explosivin, Espinheiro-Negro, 28cm, Rígida.

MensagemAssunto: Re: Odeon Bar & Grill    Dom 20 Mar 2016, 00:09


O garçom voltou com os pedidos, e eu aprovei a rapidez e o cheiro que estava maravilhoso. Ri discretamente e rápido, ouvindo a resposta dele. –Então você deve ter muitas pretendentes.–Coloquei uma pequena porção da comida na boca e mastiguei com um sorriso de canto na boca fechada. Tomei um gole de água para eliminar o restante da comida e ergui a sobrancelha com o fato dele me chamar de mandona.  – Sempre fui. E acredite, há quem goste.– mordi o canto da boca e ergui a então taça de vinho que ainda estava intocada. –Aos seus negócios, a minha vida. – nova e antiga vida -pensei. Escutei ele falando do Ministério e rolei os olhos. –Sei como é. Eu não sai por motivos de cansaço nem nada. Só, não dava mais. Entrei pelo meu filho. Queria ficar próxima dele, mas não resolveu muito então deixei de mão. – escancarei tudo na lata e continuei tomando o vinho, como se tivesse acabado de falar um final de um livro qualquer.  


Morgana Salvatore Zarek
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Harold S. Zarek
Sociedade Bruxa - Adulto
Sociedade Bruxa - Adulto
avatar


Perfil Bruxo
Escola/Casa: Sonserina
Ano Escolar: Formado
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Odeon Bar & Grill    Dom 20 Mar 2016, 00:26


if you'll be my star, i'll be your sky
You can hide underneath me and come out at night. When i turn jet black and you show off your light

Eu agradeci quando o garçom voltou e olhei pra comida, ouvi a risada dela e ergui as sobrancelhas. - Na verdade? Não, só uma... E ela fez o favor de fugir antes do casamento. - Falei bem humorado e rolei os olhos, antes de experimentar a comida, que estava muito boa e quase engasguei com o que ela disse. - Há loucos pra tudo. - Falei ainda no humor leve que sempre tínhamos, era quase um mamute desgovernado, tinha melhorado em alguns pontos depois de tanto tempo e um deles foi não me deixar ofender pelo que ela dizia ou fazia. - Que estejam sempre positivos. - Falei educadamente, complementando o brinde e toquei minha taça na dela antes de beber um pouco do vinho. Fui comendo, enquanto ela falava e ri baixo. - Sei, fez bem sair de lá, acho a vida dentro do Ministério muito estressante. Aposto que um dia alguém sai de lá em uma camisa de força. - Falei com calma e sorri de canto, bem humorado, voltando a beber o vinho, enquanto eu tentava maquinar o próximo tópico. - E agora, vai fazer o quê? - Falei curioso e cortei a carne, como quem pergunta do clima e não de planos pessoais.

If you be my boat, I'll be your sea
A depth of pure blue just to probe curiosity. Ebbing and flowing and pushed by a breeze
thanks maay


Harold Stilinski Multov Alair Zarek
There's no one quite like you, you push all my buttons down. I know life would suck without you
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Helena Bouchard-Dwyer
Sociedade Trouxa - Adulto
Sociedade Trouxa - Adulto
avatar


Perfil Bruxo
Escola/Casa:
Ano Escolar: Concluído
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Odeon Bar & Grill    Ter 29 Mar 2016, 12:35

Passo pelo local, como algumas coisas e vou embora
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rony McBride Wittelsbach
Sonserina
Sonserina
avatar


Perfil Bruxo
Escola/Casa:
Ano Escolar: 1° Ano
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Odeon Bar & Grill    Qui 07 Abr 2016, 11:19

Odeon


Eu tinha decidido marcar uma reunião de negócios no bar Ordeon em Dublin, onde o novo fornecedor de tecidos residia. Esperei sentado e com paciência fui contando os minutos entre a minha chegada e a chegada de meus convidados. Assim que eles chegaram, me levantei e cumprimentei os mesmos, dando um sorriso largo. - Olá! Como vão? - Usei toda minha educação para ser agradável e nós nos sentamos a mesa. - Minha mãe sempre disse para comer primeiro e fazer negócios depois. Acho melhor pedirmos a comida primeiro, não acham? - Eu era bom nessas induções sutis e eles concordaram com a minha ideia e fizemos os pedidos. Os aperitivos foram copos de bebidas, para abrir o apetite. Nós passamos horas discutindo e resolvendo as pendências para fecharmos os negócios, por fim terminamos a reunião e tudo que me sobrou foi a conta a pagar, a qual eles fizeram questão de dividir, algo que me espantou. Saímos dali após a reunião, indo até nossos hotéis para passar a noite.




Osíris McBride Wittelsbach


WHAT AM I SUPPOSED TO DO WHEN THE BEST PART OF ME WAS ALWAYS YOU? WHAT AM I SUPPOSED TO SAY WHEN I'M ALL CHOKED UP AND YOU'RE OKAY?
⧝ OSI ⧝
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Morgana Salvatore Zarek
Ex-administrador
Ex-administrador
avatar


Perfil Bruxo
Escola/Casa: Durmstrang
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Ferrão de Explosivin, Espinheiro-Negro, 28cm, Rígida.

MensagemAssunto: Re: Odeon Bar & Grill    Dom 01 Maio 2016, 11:52


Escutei ele e beberiquei um pouco da bebida. No fim das contas eu queria mesmo era tomar todas, o jantar ficava mais como o tapete para você esconder a sujeira. Escutei a pergunta dele e apesar de ser bem invasiva abri um enorme sorriso e respondi da melhor forma que pude. – Nada. Absolutamente nada de planos. – observei o olhar dele chocado e ri. –Se bem que... talvez esteja aberta a novidades que a vida possa me oferecer. Sabe... Zarek, gosto de me manter cem por cento no que me pré disponho a fazer. Esses cem sempre foram em trabalhos, projetos, ou no meu filho. Acho que esta na hora de... investir em outras coisas. – comi um pouco da comida e voltei minha adoração a taça de vinho.


Morgana Salvatore Zarek
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sambit Brodbeck
Corvinal
Corvinal
avatar


Perfil Bruxo
Escola/Casa: Corvinal
Ano Escolar: 1° Ano
Varinha: Cerda de Fada Mordente, Nogueira, 27cm, Quebradiça.

MensagemAssunto: Re: Odeon Bar & Grill    Qui 05 Maio 2016, 01:00

Odeon Bar & Grill
com Grayer



O dia estava bem bonito lá fora e equilibrado, não estava calor, mas também não estava frio, um dia perfeito para dar uma volta e sair de casa um pouco. Convidei Grayer para ir comigo ao Odeon, tinha ido com minha mãe adotiva e havia gostado do lugar, sabia que Gray precisava distrair um pouco a cabeça, e nada melhor do que comer e conversar um pouco para tirar pensamentos ruins da mente... Eu sabia bem disso.

Apesar do lugar ser bem antigo, a decoração era bem moderna. Após sentarmos em uma das mesas peguei o cardápio e dei uma olhada, mesmo já sabendo o que pediria. Depois de alguns minutos perguntei ao Gray: - E aí? Já sabe o que vai pedir? – Após a resposta dele sorri e disse: - Boa pedida! – Chamei o garçom e então fiz nossos pedidos. Estava com bastante fome e como sempre quando ficava ansioso por alguma coisa, ficava inquieto. Olhei em volta pelo bar e percebi várias pessoas também no local. Alguns casais, famílias e uma mesa com garotos mais velhos. Lembrei-me de meu pai por um momento, e me perguntei onde será que ele estaria nesse momento.

Meu pensamento foi interrompido por Grayer que perguntou sobre minha gata, Raksha. Soltei uma gargalhada e respondi a ele: - Está lá em casa, não vou mais deixar ela sair, não depois do que aconteceu da última vez. Lembra? – Concluí com mais uma gargalhada. Na verdade minha gata foi o motivo por eu ter conhecido o Gray, graças ao desespero dela por fugir e querer conhecer o mundo fora de casa. Fazia alguns meses desde o ocorrido, e desde então eu e o garoto éramos amigos.


“Lembro com se fosse ontem. Fui sair para o quintal de casa e esqueci a porta aberta. Estava tranquilo indo colocar o lixo pra fora quando vi um vulto correndo pela calçada: - Raksha!!! – Gritei por ela, mas óbvio que não adiantou... E ela era uma gata, gatos correm muito rápido e pior, sobem nos muros e nas coisas. Tentei acompanhar ela na corrida, e até que não ficava muito para trás, eu era rápido também. Percebi que as pessoas na rua já começavam a olhar para mim correndo igual louco e gritando pela gata: - Muito engraçado Raksha! Conseguiu me fazer passar vergonha, agora volta aqui! – E eu ainda tentava argumentar com a gata.


Eu já estava ficando cansado de tanto correr, não aguentaria por muito tempo, teria que esperar ela voltar para casa. Mas então percebi que ela havia atravessado para o outro lado da rua, e enquanto virava a cabeça para ver aonde ela iria trombei em alguma coisa e acabamos caindo eu e a coisa no chão: - AI! – Gritei quando bati o braço no chão e senti uma forte dor no cotovelo. Quando abri os olhos percebi que na verdade a “coisa” na qual eu havia batido não era uma “coisa” e sim um garoto, que parecia ter mais ou menos a minha idade: - Au... Hey, desculpe. – E então levantei, ajudando o garoto a se levantar logo em seguida:- - Minha gata fugiu, pode me ajudar a encontrá-la? – Perguntei enquanto apoiava os braços no joelho tentando recuperar o fôlego. Voltei meu olhar para onde ela havia ido e a vi subindo em uma árvore: - Ali! Ela está ali naquela árvore! Vem! – O garoto parecia bastante confuso, mas percebi que ele veio atrás de mim enquanto eu tentava descobrir em qual parte da árvore ela havia subido.


- Ah eu não acredito... – Murmurei para mim mesmo e depois gritei para ela. – - Qual é Raksha, no galho mais alto? Você deve estar de brincadeira! – Percebi a chegada do menino ao meu lado e então me apresentei um pouco sem graça: - Ahn... Oi, sou Sambit. – Estendi a mão para o menino que se apresentou como Grayer.  Olhei para a gata em cima da árvore novamente e gritei:- - Desce daí agora! Vou contar até três! Um... Dois... – Antes de eu terminar a contagem o menino timidamente sugeriu que eu subisse na árvore para pegá-la. Estava acostumado a subir em árvores, mas aquela era um pouco alta e aquilo me deixou meio inseguro... Mas eu precisava recuperar Raksha, não podia deixar que nada acontecesse com ela. Com a ajuda dele consegui subir na árvore.Quando consegui chegar ao galho certo quase caí, mas no último segundo consegui me equilibrar, olhando para baixo e rindo enquanto dizia: - To bem... Eu to bem... – Pelo menos por enquanto. Raksha não tinha mais para onde ir, então foi fácil pegá-la ali.


A descida da árvore foi bem rápida e quando desci o menino perguntou se estava tudo bem: - Tirando o cansaço tudo. – Disse rindo. – - Essa é Raksha... Raksha, esse é o Grayer. Se não fosse por ele você ia passar a noite toda lá em cima sabia? – Ela miou em resposta e percebi que o menino riu um pouco.”

A partir daquele dia eu e Gray nos tornamos bons amigos. Passávamos boa parte do tempo juntos, geralmente brincando na rua de casa. Ele estava um pouco abatido, dava para perceber, mas eu não perguntei por que, esperaria ele falar se um dia quisesse. Eu não sabia o que havia acontecido, mas o entendia um pouco, havia passado por uma situação bem ruim também quando meu pai foi embora.

De volta à realidade, o garçom já havia trazido nossos pratos e Grayer mencionou que o dia da fuga da gata havia sido um bom dia... E bem cansativo para mim no caso. Mas o assunto que reinou enquanto comíamos foi Hogwarts, já que havíamos recebido a carta há pouco tempo e estávamos muito ansiosos para que as aulas começassem.
 

 
:

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Grayer Shaw Beoulve
Corvinal
Corvinal
avatar

Bicho-papão : Grayer Sem Sentimentos

Perfil Bruxo
Escola/Casa: Corvinal
Ano Escolar: 4º Ano
Varinha: Pelo de Rabo de Cérbero, Cedro, 23cm, Quebradiça.

MensagemAssunto: Re: Odeon Bar & Grill    Qui 05 Maio 2016, 14:13


..: Narração :..
- Falas
Pensamentos
- Falas Alheias
<< off >>



..: Certamente, eu não estava animado para sair aquele dia. Um garoto que havia conhecido em circunstâncias estranhas parecia dedicado a missão de ser meu amigo. Eu não entendia bem o porquê...Naquela época, eu tinha acabado de me tornar algo muito diferente do que era. No passado, tinha minhas reclusões e continuava sendo tímido, porém, gostava de ser útil, de ter um papel significativo na vida daqueles à minha volta. Porém...Depois do que aconteceu com minha verdadeira família, aquele desejo se escondeu. Eu não mais tinha interesse de parecer interessante, queria simplesmente não aparecer, ser uma sombra, afinal, era isso que eu sentia que me rodeava desde o ano anterior.

Não havia muito tempo, a família Beoulve tinha me adotado. Eu não tinha a menor intenção de dar trabalho à eles. Tinham sido bastante acolhedores, e pareciam entender a necessidade de meu espaço. Talvez o bruxo que iniciou a papelada para a adoção tenha explicado a eles que eu precisaria de um tempo para me adaptar a uma realidade mais calma depois do que havia ocorrido. Eu era, e ainda sou, muito grato por isso. Contudo, quem realmente ajudou a quebrar um pouco da crosta que se formou em minha alma, foi um amigo. Não sabia se eu podia considera-lo um, não achava justo com ele...Não tinha exatamente certeza de que se as coisas complicassem, eu serviria como amigo para ele, mas eu suponho que eu queria ser, no fundo. Com ele, as coisas eram simples. Eu não precisava falar muito, e ainda sim, ouvir suas histórias e brincadeiras, alimentá-las, me divertia um pouco. Mais do que eu gostava de admitir, e por essa razão, a maioria das vezes que ele passava me convidando para brincar na rua, eu não recusava. Eu sentia que minha família adotiva também gostava do meu “sim”. Parecia para eles que eu estava melhorando aos poucos, e talvez eles estivessem certos. Entretanto, naquele dia, não iríamos brincar, mas à um bar conhecido da região. Claro que não beberíamos nada de errado, apenas experimentaríamos a comida. Algo que eu não fazia com nenhuma frequência. Procurava sempre comer em casa e lavar a louça de todos após as refeições. Como antes dito, minha animação para sair para comer não era muita, mas achei que devia ir, não queria ser um mau amigo.

Nos encontramos no caminho e seguimos para o bar. Escolhemos uma mesa qualquer. Eu não estava muito interessado em decorações. Queria comer e ir embora. Ao menos foi o que pensei no inicio. :..


- E aí? Já sabe o que vai pedir?

- Humm…Eu não sei...Você deve ser melhor do que eu para isso. Eu como qualquer coisa...

– Boa pedida!

..: Em seguida, ele pediu algum tipo de carne com molho de pimenta verde. Parecia bom. Notei que ele estava um tanto ansioso ou incomodado com alguma coisa. Pensei que talvez fosse o silêncio que se seguia após o garçom ter saído. Claramente ele não havia pensado nisso direito, apenas queria sair para comer, não tinha nada em específico que quisesse falar comigo. Por algum motivo eu achava isso estranho, mas era também uma das características que admirava no colega. Ele via as coisas sem muitas complicações. Pensei comigo que ele provavelmente seria da Lufa-Lufa, mas não quis mencionar isso. Então procurei em meus pensamentos algo que pudesse tranquiliza-lo, um assunto simples... :..

- Não trouxe a gata hoje?

..: A simples pergunta despertou uma gargalhada no garoto, e mesmo sem entender completamente, sorri genuinamente. :..

– Está lá em casa, não vou mais deixar ela sair, não depois do que aconteceu da última vez. Lembra?

..: Aquela fase nos levou a alguns flashbacks da época que nos conhecemos, poucos meses atrás. Ele pareceu um pouco mais absorto nisso. Mas admito que pude bem me lembrar a razão da qual o mantinha como amigo... Sambit havia me encontrado em um dia bastante sombrio. Trombamos na rua enquanto ele corria para alcançar Raksha, a gata dele. Ele parecia bastante dedicado ao que estava fazendo, e minha curiosidade foi desperta, por isso o acompanhei. Mas a gata só estava sendo...uma gata. Estava em uma árvore, mas ele parecia muito preocupado. E pensei comigo que eu precisava de preocupações simples como aquela para me distrair das piores. Sugeri então o famoso “pezinho” para que ele subisse e corajosamente, ele subiu e apanhou a gata. Quase caiu no processo, o que me assustou um pouco na hora. Mas quando ele desceu, atribuiu a mim a razão da gata estar à salvo. Eu não havia feito nada e por esta razão não pude deixar de rir um pouco com a simplicidade da cena, enquanto o gato miava. Mas o rosto dele era de um genuíno agradecimento, e notei que talvez nós dois precisássemos de um amigo, afinal, claramente ele não era irlandês.
Sem perceber, pensei alto. :..


- Aquele foi um bom dia…

..: Simpático o garoto simplesmente sorriu. A comida chegou, e devo dizer, Sambit sabia escolher, e fiquei agradecido por isso. Meus ânimos estavam bem melhores, como geralmente acontecia depois de um tempo perto do amigo. Imagino hoje se eu realmente era um bom amigo...Não me lembro de me preocupar em levantar os ânimos dele, ou querer saber se ele estava tendo um bom dia ou algo assim, a verdade é que eu queria aproveitar um pouco de luz nas sombras que me rodeavam, e esperava que durasse... Finalmente, ele mesmo tocou no assunto de Hogwarts. Tínhamos ambos recebido a carta de ingresso, e nossos anseios não eram muito diferentes. Qual casa cairíamos, se teríamos alguma dificuldade com as matérias, como era o lugar, os professores e se nos adaptaríamos. A conversa durou um certo tempo após comermos. E logo após retornávamos para as nossas respectivas casas de nossas respectivas famílias adotivas. Aquele também havia sido um bom dia afinal de contas... :..
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Michelli Dosseau McFlont
Grifinória
Grifinória
avatar


Perfil Bruxo
Escola/Casa: Grifinória
Ano Escolar: 1° Ano
Varinha: Pena de Hipogrifo, Mogno, 27cm, Rígida.

MensagemAssunto: Re: Odeon Bar & Grill    Qui 26 Maio 2016, 18:33



Odeon



É impressionante como a vida tem a capacidade de virar nosso mundo de cabeça para baixo em um piscar de olhos. Em um momento você tem tudo que poderia querer, e no instante seguinte... Nada. Está sozinho. Eu sou uma testemunha viva disso, mas realmente não gostaria de ser. Pelo menos não desse jeito. O que aconteceu comigo não desejo para ninguém, e na verdade queria ser capaz de esquecer tudo e seguir a vida normalmente... Pena que não é assim tão fácil.

O dia parecia estar indeciso sobre frio ou calor, assim como o sol que não conseguia definir se ficava atrás das nuvens ou não. O vento estava gelado, e por isso decidi sair de casa com um sobretudo cinza e botas... Digamos que eu era um pouco sensível quando se tratava da temperatura. Toda aquela ventania estava desarrumando meus cabelos e fazendo-os atrapalhar minha visão, e isso estava me irritando muito.

Depois de mais alguns minutos de caminhada finalmente cheguei ao meu destino, o Odeon Bar & Grill. Suspirei assim que entrei e tentei arrumar meu cabelo. Olhei em volta observando o lugar, suas mesas, sofás e as pessoas que se encontravam ali. Era impressionante como o local conseguia ter um aspecto do passado, mas com móveis e decoração tão modernos. Quando percebi estava sorrindo, e algumas pessoas já começavam a olhar para mim com curiosidade. Provavelmente porque eu era uma criança entrando sozinha em um bar? Ou talvez porque meu cabelo estava horrível? Ou era o meu exagero quanto ao frio que fazia? Bom... Eu não tinha como saber.

Escolhi um dos sofás para me sentar, e peguei o cardápio para escolher o que comeria. Suspirei mais uma vez, fazia uns três anos que eu não tinha esse tipo de liberdade para poder sair e ir comer em algum lugar. Pode parecer estranho, mas minha mãe sempre me incentivou a ser independente e sair para conhecer as pessoas que moravam por perto, ou os locais mais famosos da cidade. Minha mãe... Balancei a cabeça e tirei as lembranças da minha mente antes que elas pudessem me deixar para baixo. Abaixei um pouco o cardápio e vi que o lugar tinha até um mini palco provavelmente para algum show ao vivo de vez em quando. Fiquei ali observando-o e imaginando que seria interessante assistir a algum show qualquer dia.



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Harold S. Zarek
Sociedade Bruxa - Adulto
Sociedade Bruxa - Adulto
avatar


Perfil Bruxo
Escola/Casa: Sonserina
Ano Escolar: Formado
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Odeon Bar & Grill    Ter 07 Jun 2016, 23:51


if you'll be my star, i'll be your sky
You can hide underneath me and come out at night. When i turn jet black and you show off your light

Notei que ela parecia um pouco animada demais com as taças, mas não era meu dever reclamar sobre o que ela fazia e sabia bem que se eu fosse reclamar, ia tomar um fora daqueles, eu conhecia bem a mulher porque eu me apaixonei, depois de tanto ter tomado nas ideias. Assumo que foi assustador ela dizer que não tinha planos e ri, rolando meus olhos por ela rir do meu espanto, eu tinha tanta coisa planejada na minha vida que esquecia que os outros não gostavam de se prender a uma ideia fixa. Comi mais da minha comida, com calma, enquanto ouvia o que ela dizia e acenei com a cabeça. - E está certa de fazer isso... E que outras coisas você tem em mente? - Falei curioso, mais como quem só quer saber as coisas, porque eu realmente estava tentando me manter firme e forte ali e não ceder facilmente a ela, como eu fiz algumas vezes, por mais que tivessem sido boas essas vezes. Tomei um gole do meu vinho e fiquei encarando ela, sabia que ela podia reclamar disso, mas nem dei bola porque sabia que quanto mais eu aumentasse as coisas, mais ela ia me cutucar. Só de estar ali, eu já sabia o quanto de problemas ia ter, porque eu podia estar melhor, mas as coisas que aconteceram entre eu e ela sempre iam me atormentar a cada vez que eu visse Morgana, porque no exato momento eu me lembrava de cada uma das discussões e até dos beijos roubados que tiveram entre nós dois.

If you be my boat, I'll be your sea
A depth of pure blue just to probe curiosity. Ebbing and flowing and pushed by a breeze
thanks maay


Harold Stilinski Multov Alair Zarek
There's no one quite like you, you push all my buttons down. I know life would suck without you
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Morgana Salvatore Zarek
Ex-administrador
Ex-administrador
avatar


Perfil Bruxo
Escola/Casa: Durmstrang
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Ferrão de Explosivin, Espinheiro-Negro, 28cm, Rígida.

MensagemAssunto: Re: Odeon Bar & Grill    Qua 08 Jun 2016, 00:42


Terminei de comer e deixei a atenção exclusivamente para a taça. – Depois do pai do Simon e dele não tive tempo para fazer mais nada. Além de evitar meu ex e tentar me aproximar do meu filho. Agora posso pensar mais em mim não é mesmo? – Eu podia notar o tom ácido dele por trás daquela despreocupação toda, mas não me importei. Naquela noite só queria me distrair e conversar, mesmo que com ele. – O problema é que estou aqui enrolando por que não quero voltar para os Salvatore e infelizmente terei que fazer isso. O custo de voltar para casa... – tomei mais um gole e suspirei forte. Só a ideia de encontrar com meu ex ou qualquer um daquela família já me incomodava. Estava tão perdida em pensamentos que não notei a expressão de Harold ao saber daquela novidade, e quando o fitei ela já havia sumido. – Olha que eu pensei se dava para sumir de novo. Não teve jeito. – suspirei exasperada, a bebida deixando meu incomodo cada vez mais presente.


Morgana Salvatore Zarek
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Harold S. Zarek
Sociedade Bruxa - Adulto
Sociedade Bruxa - Adulto
avatar


Perfil Bruxo
Escola/Casa: Sonserina
Ano Escolar: Formado
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Odeon Bar & Grill    Qua 08 Jun 2016, 00:52


if you'll be my star, i'll be your sky
You can hide underneath me and come out at night. When i turn jet black and you show off your light

Ela foi mais rápida que eu em comer e eu continuei me alimentando, enquanto ela ia bebendo mais, a verdade era que eu entendia plenamente o que ela ia falando, apesar de nunca ter sido um pai tão presente pra minha filha ou meu filho, mas tinha certeza que ambos estavam bem. - Pode sim... Na verdade, devia ter feito isso um pouco antes. - Falei tranquilo e dei de ombros, apesar de saber pouco do que ela falava, dava pra notar que o assunto era algo que ela vinha tentando adiar há tempos. Quase ri com o que ela disse, só não fiz porque estava com a boca cheia de comida e tal, engoli a comida e franzi as sobrancelhas e leve, a verdade era que eu tinha pensado em uma coisa, uma que com certeza me fez pensar se eu estava com o juízo perfeito. - Você sabe que os Zareks sempre estarão prontos pra receber você como visitante, principalmente pelo quanto fez pela família naquele dia. - Falei com calma, por mais que a ideia dela rondando pelo único lugar que eu julgava ser capaz de ter paz me enlouquecesse, e dei um gole no vinho, Morgana tinha ajudado com os convidados no dia que Giulia fugiu do casamento e isso tinha sido bem visto pela minha tia Emília. Claro que o comentário dela foi pra me cutucar e eu me senti incomodado, cocei minha nuca e me ajeitei na cadeira. - O seu sumiço eu não sei... Mas se está achando ruim a minha presença, posso terminar minha refeição e partir. - Falei com calma e tentei não mostrar a minha irritação com aquilo, só estava sendo bem educado, por isso apressei um pouco a forma como eu comia, nada que me fizesse parecer um canibal comendo a presa, mas algo que me fizesse comer rápido o suficiente pra acabar logo o prato.

If you be my boat, I'll be your sea
A depth of pure blue just to probe curiosity. Ebbing and flowing and pushed by a breeze
thanks maay


Harold Stilinski Multov Alair Zarek
There's no one quite like you, you push all my buttons down. I know life would suck without you
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Vênus Von Ziegler
Grifinória
Grifinória
avatar


Perfil Bruxo
Escola/Casa: Grifinória
Ano Escolar: 1° Ano
Varinha: Rabo de Manticore, Nogueira, 25cm, Quebradiça.

MensagemAssunto: Re: Odeon Bar & Grill    Qui 16 Jun 2016, 09:16



Eu já estava bastante encrencada, a cada vez, parecia me afundar ainda mais num poço sem fim de castigos. Sempre que estava prestes a me livrar de um, metia-me em outro. Estava sendo assim desde que Ted havia me convencido a cantar. Estava enrascada devido a outras noites atras em que havia "fugido" para cantarolar alguma melodia em um bar simples, depois por ter ido a uma festa da qual eu não conhecia ninguém. Meu pai já não sabia mais o que fazer comigo e eu tinha apenas dez anos e meio. Dessa vez tinha conseguido permissão para ir em outro bar, mas dessa vez teria minha irmã rondando o local a cada cinco minutos para ver se eu não iria aprontar. Confesso, me livrar de Isabel não tinha sido difícil.

Estava procurando interagir com as pessoas, queria conhecer o que minha família sempre tentou nos privar, queria saber como era o "tal mundo" que existia do lado de fora do santuário. Observei as mesas do Odeon Bar procurando uma onde não houvessem muitas pessoas, acabei por encontrar uma mesa com apenas uma garota que não parecia ser muito mais velha do que eu. Era a opção certa para tentar conversar. Sem muita vergonha, fui até ela saltitando. -Olá, eu sou a Vênus. - Quis parecer simpática. -Você se importa? É que eu não queria me sentar sozinha. - Expliquei para a garota. -Você já foi em Hogwarts? - Sorri amigavelmente.

Off: Michelli, perdão pela demora, não me odeie D:




Vênus Von Ziegler
Grifinória ★ || Metamorfomaga || Família Von Ziegler.  
— You're calling me every night. Talking bout you and I.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Roman Haraldsen Ziegler
Auror de Campo
Auror de Campo
avatar

Patrono : Raposa do Ártico
Bicho-papão : Mortalha-Viva

Perfil Bruxo
Escola/Casa: Grifinória
Ano Escolar: Formado
Varinha: Pelo de Rabo de Cérbero, Teixo, 31cm, Maleável.

MensagemAssunto: Re: Odeon Bar & Grill    Qui 16 Jun 2016, 10:31



Meeting with the past, once again...

Por volta das 17h00, Roman já estava em seu quarto, com uma toalha passada em sua cintura, a procura de uma roupa decente em seu interminável guarda-roupa de madeira. As roupas moviam-se, livremente, para que Ziegler procurasse por uma de suas camisas sociais de cor branca, tão logo, a mesma apareceu diante de si, e o homem não demorou a assegurá-la. Consequentemente, pegou um blazer negro, cujo material havia sido feito para não amassar, seja em qualquer ocasião. Após ter as peças de roupas em mãos, o homem elevou-as, deixando-as num ponto exato para que pudesse observá-las durante alguns segundos. — É, acho que está bom. — comentou consigo mesmo. Pondo fim a sua frase, Roman deu curtos passos à cama, onde pôs as peças de roupa, deixando-as juntas a calça social e um dos seus grandes sobretudos. [...] Meia hora após a escolha do que vestiria, Ziegler estava pronto, seus cabelos alinhados, como de costume. De frente ao espelho, o homem aspergiu-se com poucas gotas de um perfume francês. Para onde quer que fosse, Roman tinha o costume de vestir-se muito bem, quase sempre social. Colocou o perfume sobre o criado mudo próximo ao espelho, ajeitou a gola do sobretudo e andou em direção à saída do seu chalé. Por meio da sua avaração, o homem pregou uma armadilha em todo o chalé, para quem ousasse entrar sem seu consentimento.

Caminhara pelo grande corredor de acesso aos outros chalés, até chegar aos últimos degraus. Agora, tão perdido em seus pensamentos, Roman continuou a caminhar, tão lentamente em direção à casa, no entanto, Liam tomou-lhe os pensamentos. Com ajuda dos outros ministérios, cartazes com o rosto do seu tio havia sido posto por vários países, a fim de capturá-lo e jogá-lo em Azkaban. Respirou fundo e desviou seu olhar para o chão, pondo, consequentemente, suas mãos atrás do corpo, entrelaçando os dedos, por conseguinte, quando lembrou-se das suas três filhas. Cheryl, Arely, e Caitlin, três mulheres tão amáveis, cada uma com personalidades determinantes, nenhuma das mulheres havia nada do crápula do pai. Ao chegar dentro de casa, avistou Catherine, mas procurou por Lizzy rapidamente. Era impressionante como a mesma sumia de uma hora pra outra. — Cadê Lizzy e Amalya? — perguntou a Catherine, que respondeu com gestos negativos com a cabeça, deixando claro que não fazia ideia de onde as duas estavam. Catherine perguntou-me para onde o irmão iria, arrumado daquele jeito. Roman esboçou um sorriso de canto, então aproximou-se de sua irmã. — Eu vou dar uma volta, espairecer um pouco a mente. Ultimamente temos recebido notícias tenebrosas, diante disso, é melhor focarmos em outras coisas, e é isso que farei. Se fosse mais cedo, a convidaria para ir comigo. — comentou, sorridente, logo Catherine sorriu e concordou com o que o irmão disse.

Ergueu suas mãos sobre o rosto da irmã, segurando-o carinhosamente, e depositou um beijo sobre a maçã esquerda, logo desviou seu olhar ao da mulher. — Preciso ir. Até logo. — despediu-se da sua irmã, então caminhou para fora de casa, para direcionar-se ao portal. [...] Sua visita naquele início de noite, seria no famoso bar irlandês, Odeon Bar & Grill, a fim de buscar por mais conhecimento sobre os trouxas, por isso, todo cuidado com magia, seria pouco. Ao passar pelo portal, Roman aparatou. Desaparatou numa rua quieta que ficava atrás do bar, tão logo, o homem caminhou em direção ao bar, este estava pouco movimentado. Com pessoas e conversas estranhas, só restava aceitar que aquilo lhe era diferentemente estranho. Adentrou ao bar, cautelosamente, e logo sua presença fora chamada atenção, pela sua elegância. O homem não sabia qual mesa iria sentar, ou se ficaria o resto da noite sentado em um dos bancos grandes do balcão. Caminhara mais para o centro do bar, a procura de um local adequado, e que não chamasse tanta atenção ou fosse convidativo. Mas, passando os olhos por uma mesa próxima, avistou uma mulher loira. — A-Aurora!? Na Irlanda!? — engoliu seco, após o fim do seu sussurro, não por se sentir intimidado, mas, o homem esperou muito por este dia, e o destino lhe pregou mais uma peça.

O último encontro de Roman e Aurora, havia sido no Caldeirão Furado, onde tiveram um desentendimento horroroso, e o Vice-Ministro havia sido obrigado a tirar satisfações de um passado, que até então, havia sido encarado pelo homem, como tenebroso, mas, tudo indicou que havia sido um grande engano. Aurora sempre teve um temperamento muito difícil de lidar, típico de alunos da Sonserina, o que não viria ao caso. No entanto, entrar na mente da mulher com toda a audácia custou um preço muito caro, já que, de repente, Ziegler passou a criar uma afeição diferente por esta. Aos poucos, aproximou-se da mesa onde a mulher estava, e sentou-se numa cadeira defronte a mesma. — Boa noite. — sua grave voz soou baixa, mas, em tom audível para a mulher. — Aurora na Irlanda... Quem diria que eu fosse viver pra ver você vir me procurar em meu país de origem. Nice a fheiceann tú arís. suas últimas palavras foram em sua língua de origem, irlandês, que deixava claro que era bom vê-la novamente, mesmo sabendo que para Aurora, soaria como um tremendo xingamento. A julgar o último encontro de ambos, no mínimo, a mesma levantaria da cadeira e o deixaria falando sozinho, mas, aquele encontro daria muito o que falar, já que Roman não estava ali para insultá-la ou julgá-la, mas, sim, fazer as pazes o mais depressa, possível.


☩ I'm gonna make a change, on once in my life. It's gonna feel real good. Gonna make a difference. Gonna make it right (...) ☩ Roman Scorpius Haraldsen Ziegler.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Odeon Bar & Grill    

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Odeon Bar & Grill
Voltar ao Topo 
Página 2 de 8Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Ilhas Britânicas :: Ilha da Irlanda-
Ir para: