InícioFAQBuscarPortalMembrosRegistrar-seConectar-se

As aulas estão de volta! Alunos novos, não esqueçam de se inscrever no primeiro ano!
Membros da Sociedade Estudantil, verifiquem suas Caixas de Entrada!
Já conferiu a Interação de Ano Novo? É só clicar aqui e conferir!

Regras das Famílias Pequenas foram atualizadas vejam aqui. Moderadores das famílias, verifiquem suas mps.

Redatores do PD, verifiquem suas caixas de mensagens.

Compartilhe | 
 

 Comunal da lufa-lufa

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 22 ... 42  Seguinte
AutorMensagem
Anna Hool Z. Hoffmeister
Lufa-Lufa
Lufa-Lufa
avatar

Patrono : Lobo Cinzento
Bicho-papão : Solidão

Perfil de Quest
Escola/Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: 6º Ano
Varinha: Ébano, 27 cm, Quebradiça, Pena de Fênix.

MensagemAssunto: Comunal da lufa-lufa   Seg 18 Fev 2013, 08:22

Relembrando a primeira mensagem :


A KISS OF ANGEL TAKES HIM TO HEIGHTS
the angel face hides a demon
Eu queria férias. Essa podia ser a constatação da noite. Na verdade, eu já havia sido liberada das aulas há bastante tempo, porém não conseguira cruzar o caminho que me separava até a Comunal graças a um grupo de estudos meio secreto que me raptou para a Biblioteca muito antes do jantar. Eu havia sido liberada daquela sessão enfadonha de pesquisas somente alguns minutos antes do toque de recolher se instalar. Ele agora andava bem mais severo e tive que ser acompanhada pela minha prima Milla até a entrada da comunal.

Agora estava aqui eu jogada no sofá com meus braços cruzados resmungando enquanto olhava para a entrada secreta da Badger’s. Sim, eu ainda estava magoada com o que os outros texugos haviam feito. Não acreditar em mim? Era algo que me doía na essência. Raios, tudo bem que eu era uma humorista nata. Mas eu não brincaria com esse tipo de coisa, embora muitos achassem que eu o faria sem nem pensar duas vezes. Eu havia sentido que poucos acreditavam mesmo que parcialmente na minha verdade, o que me deixou um pouco mais esperançosa.

~Se eu juntar provas suficientes... Era uma loucura tentar remontar mesmo que alguns fragmentos da árvore genealógica de Helga, mas eu pdoeria não? Eu sou mestre em loucuras impossíveis então não seria nada demais para minha louca realidade. Procurei por minha mochila entre as almofadas e me levantei, decidida a colocar aquele plano doido em prática. Mas amanhã, porque estava cansada e era hora de sair dali rumo à minha cama.

Template ♥ Nath

_________________
~x~ ~x~ ~x~
Anna Hool Zarek Von Hoffmeister
Eterna Trouble-Maker Animaga Ilegal (Vodka) Played by Anna Quissak
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário

AutorMensagem
Joshua Mietz Rietmann
Mercenário
Mercenário
avatar


Perfil de Quest
Escola/Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: 1° Ano
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Comunal da lufa-lufa   Qua 03 Abr 2013, 14:43

Elena mi carinho
Você é a princesa que meu coração deseja


Ela aceitou meu pedido em namoro. Minha namorada perfeita e linda que amo. Isso mesmo. Amor à primeira vista. Claro que acredito. E por que não acreditar? Eu. Joshua. Já fui vitima do amor à primeira vista. Agora estou aqui. Pedindo a Elena em namoro. Ela está aqui. Aceitando meu pedido. Ela é fofa e meiga. Não consigo dizer o que sinto por ela. Tudo se resume em amor. – Claro que quero ser seu namorado. Você é a princesa que meu coração deseja. – Lhe respondi feliz. Logo lhe dei um beijo demorado e envolvente. Que calor. - Meu amor. Eu te amo tanto. Estou sendo sincero, deixe-me lhe provar o quanto lhe quero. - Cantei um pedaço de uma musica.


:3

_________________



Primeiranista | Lizzie| Armada de Grunnion
Narração | Minha fala - #FFE4B5 | Pensamento | Outra fala
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Taylor Zarek Rietmann
Lufa-Lufa
Lufa-Lufa
avatar


Perfil de Quest
Escola/Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: 1° Ano
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Comunal da lufa-lufa   Sex 05 Abr 2013, 09:01

Joshua <3

Eu estava feliz e sorri enquanto ouvia ele cantar uma musica e dizia algumas palavras romanticas. Mordi meu lábio e comecei a acompanha-lo na cantoria. Paramos de cantar e olhei em seus olhos. Podia sentir meu coração bater forte e acelerado. Era algo totalmente diferente que nunca havia sentido: - Sabe! - Sorrio para ele: - Você é meu primeiro namorado! - Exclamo meio envergonhada.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Joshua Mietz Rietmann
Mercenário
Mercenário
avatar


Perfil de Quest
Escola/Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: 1° Ano
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Comunal da lufa-lufa   Sex 05 Abr 2013, 20:08

Elena mi carinho
Você é a princesa que meu coração deseja


Primeiro namorado? Primeiro? Que fofo. Dei um sorriso meigo e lhe fitei. Ela seria a minha... Hum... Terceira namorada. Eu acho. – Serio? – perguntei meio que surpreso. Como uma menina tão linda como Elena não teve outros namorados? Interessante. Algo que pretendo descobri futuramente. – E serei o único. – Afirmei lhe dando uma mordida no pescoço. – Único. – Mordi novamente seu pescoço e lhe enchi de selinhos. Eu realmente estava feliz em seu lado. Nenhuma de minhas antigas namoradas me fizeram ter tanto desejo assim. Elena me deixa louco. Perto dela perco toda minha lucides.


:3

_________________



Primeiranista | Lizzie| Armada de Grunnion
Narração | Minha fala - #FFE4B5 | Pensamento | Outra fala
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Joanne Miller Haraldsen
Fantasmas
Fantasmas
avatar

Patrono : Coelho Lion Head
Bicho-papão : Professora de Trato das Criaturas Mágicas

Perfil de Quest
Escola/Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: Concluído
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Comunal da lufa-lufa   Qua 10 Abr 2013, 01:47


There's something wrong


Roer as unhas não era mesmo um dos meus hábitos, mesmo quando eu estava tensa ou nervosa. Mas ultimamente eu tinha adquirido esse hábito justamente porque não tinha nada mais que me acalmasse ou que afastasse da minha mente que tinha alguma coisa muito errada ali. Já bastava eu estar preocupada com Scott e sua jornada em busca do seu passado, agora Milla também andava sumida. Eu tentava ajudar Annie com o que podia, mas com as minhas ausências mensais e a ausência da própria diretora, ficava difícil segurar as rédeas por ali. Além disso, minha intuição me avisava que algo de muito ruim estava acontecendo, algo além dos ataques ali pelo castelo.

Não tinha visto Milla desde que ela escapou de mim na noite da travessia pra ir se engraçar com uma nojenta da Sonserina. Mesmo depois da lua cheia, também não tinha visto a monitora por ali. Eu estava ansiosa e com um frio na barriga muito anormal, sem contar a insonia. Saí da minha cama no dormitório porque não parava de me mexer e aquilo só me deixava mais agoniada. Estava agora andando de um lado para o outro na comunal sempre olhando pra porta da sala achando que a monitora ia surgir do nada. Tentava afastar as palavras que ela me disse naquela reunião da Badgers' Force, mas quanto mais o tempo passava, mais a sua voz ficava alta em minha mente com aquele aviso.



_________________

Valar Morghulis: all men must die


Joanne A. M. Haraldsen - T.C.M. 2º e 3º
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Athenodora Keller D'Amici
Sociedade Mágica - Adulto
Sociedade Mágica - Adulto
avatar

Patrono : Arminho
Bicho-papão : Perder alguém da família

Perfil de Quest
Escola/Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: Formado
Varinha: Álamo, 28 cm, Elástica, Pena de Fênix.

MensagemAssunto: Re: Comunal da lufa-lufa   Qua 10 Abr 2013, 02:22

........♣Gone…
Dark the oceans, dark the sky. Hush the whales and the ocean tide. Tell the salt marsh and beat on your drum: Gone their master, gone their sun.-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------♣

Definitivamente o sono não estava colaborando comigo, ele recusava a chegar e eu ficava rolando na cama como se fosse um bife à milanesa sendo frito. Já estava começando a ficar incomodada e irritada, talvez se eu fosse andar um pouco até a comunal, ler um livro ou qualquer coisa do tipo, fosse me ajudar.

Levantei da cama o mais silenciosamente que pude, só porque eu não dormia, não quer dizer que tinha que acordar os outros. Ao dar os primeiros passos, senti uma terrível dor de cabeça, o quarto começou a rodar e eu caí no chão, sentindo terríveis pontadas de dor, tapei minha boca com as mãos para não gritar. O ar começou a faltar e minha visão escureceu, boa coisa não era...

De repente, vi Milla, a monitora lufana, caminhando no escuro não havia mais nada ao redor dela, sentia um enorme medo. Então dois braços surgem agarrando-a e a puxando para a escuridão, tentei gritar, mas nada aconteceu, Milla desaparece na escuridão. Tudo isso aconteceu em cenas estranhas e não muito nítidas, e quando eu acho que minha visão está voltando de novo, vejo Milla novamente acordada com medo na escuridão novamente, há uma mulher ao lado dela com uma estranha expressão no rosto...

- Milla! Consigo gritar com a respiração acelerada, olho em volta e vejo que estou no quarto novamente. Isso não é legal... Era mais uma de minhas visões, e eu precisava avisar alguém, mas quem? Provavelmente passaria por louca... Precisava ver onde Milla estava, sai do quarto pedindo desculpas pelo barulho e me dirigi até o quarto que achava que era da monitora, nada dela. Talvez outra pessoa pudesse ajudar...

Quando pensei em Joanne, para minha sorte ela estava na comunal e logo que a vi corri para seu lado. – Joanne! Disse segurando nos ombros da garota e tentando recuperar o fôlego. – Tem alguma coisa errada, é com a Milla... Parei tentando organizar os pensamentos, o que precisava falar tinha que ter algum sentido. – Lembra quando eu falei que tinha visões? Então, eu vi a Milla, alguém a levou! Não é coisa boa! A levaram para um lugar escuro... E tem uma mulher junto dela... Falei tudo de uma vez ainda em estado de choque.


♣ Vestindo meu pijama. • Interagindo com: Joanne • Notas: Tendo uma visão/ Milla Sumiu ♣
by Nay


_________________
Athenodora Keller D'Amici
You could never feel my story, it's all you know
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Joanne Miller Haraldsen
Fantasmas
Fantasmas
avatar

Patrono : Coelho Lion Head
Bicho-papão : Professora de Trato das Criaturas Mágicas

Perfil de Quest
Escola/Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: Concluído
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Comunal da lufa-lufa   Qua 10 Abr 2013, 03:29


There's something wrong


Levei um susto quando escutei meu nome vindo da porta do dormitório e dei de cara com Athenodora. A menina nem esperou eu responder ou processar o seu alarme, veio logo pra perto de mim, pálida e com os olhos arregalados. Suas palavras caíram como pedras de gelo no meu estômago, e aos poucos fui sentindo um enjoo terrível e até as minhas pernas fraquejaram por um instante, mas eu não podia perder uma palavra de que Athenodora dizia. Tudo bem que ela também não disse muito, estava tão aflita... O que será que exatamente ela tinha visto? Milla pediu para que eu avisasse Leah se algo tivesse errado... Mas eu estava tão desnorteada naquele momento que nem tinha pensado na monitora-chefe. Engoli seco e pigarreei depois que Athenodora terminou de falar, mas não sabia nem o que dizer. - Mas... Athe... Fica calma, ok? Ahn... Certo, respira, respira... - Aqueles comandos serviam mais pra mim do que pra Athenodora. - Certo... Ahn... - Dei uns dois passos pra cada lado, olhando pro chão e sentindo minha cabeça rodar. Eu não sabia o que fazer. - O que exatamente você viu? Ela está bem? Está viva? - Tendo duas amigas clarividentes, eu tinha aprendido a nunca desconfiar delas. - Mulher? Mas que mulher estava com ela? Alguém que a gente conheça? - Perguntei com a minha voz ainda mais aflita e já sentindo o desespero tomando conta de mim. Passei minha mão pelos meus lábios enquanto Athenodora me respondia, mas seu estado não estava nenhum pouco melhor do que o meu.

Eu tentava me apegar ao fato de que clarividentes às vezes tinham visões muito abstratas, vagas, imprecisas... O que eu estava fazendo ali ainda? Sim, estava muito tarde e Annie ainda estava muito rigorosa quanto à saídas da comunal, imagine então no meio da noite. Nada da visão de Athenodora me era esclarecedor, mas eu tinha que manter a calma, às vezes nem era tudo isso. - Certo.. Athe... Fique calma, ok? Às vezes... Às vezes nem... Enfim, olha, fique calma! - Eu estava quase gritando. Quem precisava de calma era eu. Respirei fundo e então minhas ideias começaram a ficar mais claras. - Muito bem, muito bem... Athe, eu sei que não pode controlar muito bem esse seu dom... Mas por favor, tem como ficar de olho nela? - Meu tom de voz era quase uma súplica, e eu estava me odiando por estar perdendo o controle de mim mesma. Não deveria faltar muito para o amanhecer, então eu logo procuraria Leah em algum lugar do castelo. Droga! Se eu pudesse ao menos conjurar um patrono falante... Mas nem lembrança feliz eu tinha para fazê-lo. Engoli seco. - Eu preciso avisar a Leah... - Pensei alto e logo me voltei para a lufana. - Olha, é melhor você descansar. Imagino que essas visões sejam meio desgastantes... Eu preciso avisar a monitora-chefe sobre isso, ok? Mas fica de olho nela em suas visões? - Já era a segunda vez que eu pedia, eu mesma estava me surpreendendo.



_________________

Valar Morghulis: all men must die


Joanne A. M. Haraldsen - T.C.M. 2º e 3º
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Athenodora Keller D'Amici
Sociedade Mágica - Adulto
Sociedade Mágica - Adulto
avatar

Patrono : Arminho
Bicho-papão : Perder alguém da família

Perfil de Quest
Escola/Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: Formado
Varinha: Álamo, 28 cm, Elástica, Pena de Fênix.

MensagemAssunto: Re: Comunal da lufa-lufa   Qua 10 Abr 2013, 16:44

........♣Gone…
Dark the oceans, dark the sky. Hush the whales and the ocean tide. Tell the salt marsh and beat on your drum: Gone their master, gone their sun.-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------♣

Juro que tentei falar o melhor que eu pude, mas percebi que havia deixado Joanne um pouco desnorteada, mas não consegui pensar um jeito melhor, bom, pensar estava sendo um problema... Respirei algumas vezes para me acalmar sem muito sucesso e procurei repassar a cena em minha mente para que pudesse contar o máximo que lembrasse. Ainda sentia um pouco de dor de cabeça, e as imagens que vinham não eram muito organizadas, dei um grande suspiro. – Foi assim, eu vi a Milla andando em um lugar escuro, senti muito medo, tipo algo meio terrível... Aí alguns braços a envolveram e a levaram para a escuridão, onde sumiu. Pensei um pouco, não podia perder nenhum detalhe. – Então eu voltei a ver a Milla, com medo, mas estava bem, o lugar era escuro ainda e a mulher ao lado dela eu nunca vi na minha vida, e ela sorria de uma maneira estranha... Não era felicidade, era ao meio maléfico... Nada bom... Senti um arrepio percorrer minha espinha, agora que havia relembrado tudo, minha preocupação só cresceu ainda mais.

Joanne estava realmente nervosa, e eu apenas balancei a cabeça positivamente, quando ela pediu para que eu me acalmasse, ela também precisava se acalmar, e estava certa, talvez nada disso acontecesse... Talvez, isso é o que me mata, o talvez. – É difícil controlar, mas eu posso tentar sim, já consegui alguma coisa com muita concentração... Vou manter os pensamentos nela, e quando achar dá me concentro e tento ver algo... Há algum tempo andei treinando com base no que havia lido em alguns livros, em uma das aulas doidas consegui ver o caminho que devia seguir.

Era de madrugada, mas em poucas horas amanheceria então logo teríamos notícias de Milla, pelo menos era o que eu esperava. Joanne disse que precisava procurar por Leah, bom ela era a monitora chefe, podia ajudar... – Vai ser difícil descansar... E pode deixar, vou ficar concentrada, qualquer coisa eu te aviso, e você, por favor, me avise também, estou muito preocupada... O que esta acontecendo nessa escola?


♣ Vestindo meu pijama. • Interagindo com: Joanne • Notas: Tendo uma visão/ Milla Sumiu ♣
by Nay

_________________
Athenodora Keller D'Amici
You could never feel my story, it's all you know
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Trevor Masen Fletcher
Lufa-Lufa
Lufa-Lufa
avatar


Perfil de Quest
Escola/Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: 1° Ano
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Comunal da lufa-lufa   Qua 10 Abr 2013, 22:37

you'll never find evidence on me

...Yeah, that's the truth.





Cheguei na Sala Comunal com um caderno e um lápis em mãos, assim que adentrei à Sala percebi que não estava tão cheia como costumava estar... Um alívio porque eu estava começando a compor uma música e precisava de um lugar confortável para escrever. Não escolhi a biblioteca porque, por alguma razão que eu não sei explicar muito bem, me sinto sozinho quando estou lá. Mas enfim, isso não vem ao caso agora. Sentei me no sofá e comecei a pensar no que poderia escrever. Não demorou muito para que eu decidisse escrever sobre um relacionamento que não deu muito certo. Comecei escrevendo uma frase simples e logo as ideias foram surgindo rapidamente. Acho que herdei o dom e a facilidade de compor músicas de meu pai. Digo isso porque não é qualquer pessoa que consegue colocar no papel tudo o que sente, o que passou ou até mesmo o que viu acontecer e tornar isso a letra de uma música. Em minha opinião, se a letra da música é boa, já é um bom passo andado. E depois vem o ritmo, que precisa coincidir com o que foi escrito. Pelo menos foi o que sempre pensei antes de compor uma canção.
Após terminar um trecho da música, peguei o caderno, aproximei-o um pouco mais do meu rosto e li atentamente o que havia escrito:
I feel like I've been put on trial with you (Eu me sinto como se eu tivesse sido posto em julgamento com você)
I know that's something's wrong and I'm the one accused (Eu sei que há alguma coisa errada e eu sou o acusado)
When the verdict's in, it's us that's gonna lose (Quando o veredito vier, somos nós que vamos perder)
I can't wait for you to finally hear the truth (Mal posso esperar para que você finalmente ouça a verdade)
'Cause I shouldn't have to plead my case (Porque eu não deveria ter que defender minha causa)
So much love to save... (Tanto amor pra salvar)

If you listen to the things that your friends say you're gonna be lonely (Se você der ouvidos às coisas que suas amigas dizem, você vai ficar solitária)
How can you treat me like that when I give my all to you? (Como você pôde me tratar desse jeito quando dei tudo de mim para você?)
'Cause I haven't been messing around (Porque eu não tenho me divertido por aí)
I wouldn't ever go out and do things that you don't want me to do (Eu nunca sairia e faria coisas que você não queria que eu fizesse)
'Cause I can tell you right now that you'll never find evidence on me (Pois agora eu posso te dizer que você nunca encontrará evidências em mim)
That's the truth (Essa é a verdade)
Yeah, that's the truth (É, essa é a verdade)

Sorri satisfeito com tudo que havia escrito até o momento, não tinha terminado - é claro - mas a música já tinha uma história. Fechei o caderno, olhei em volta e percebi que alguns alunos já tinham ido para os dormitórios. Não estava muito cansado, mas olhei para o relógio, vi que já era tarde e assim, decidi ir me deitar. Foi o que fiz.

_________________
Trevor Masen Fletcher

 Maddie, you have made my life worthwhile, it's all about you.
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Joanne Miller Haraldsen
Fantasmas
Fantasmas
avatar

Patrono : Coelho Lion Head
Bicho-papão : Professora de Trato das Criaturas Mágicas

Perfil de Quest
Escola/Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: Concluído
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Comunal da lufa-lufa   Qui 11 Abr 2013, 02:55


There's something wrong


Eu deveria ficar pelo menos um pouco mais tranquila quando Athenodora disse que ficaria de olho em Milla nas suas visões, porém, isso estava longe de acontecer. E se ela visse algo pior ainda? O embrulho no meu estômago aumentou com esse pensamento. Assenti com a cabeça engolindo seco. Ah, como eu queria acreditar que aquela era só mais uma visão imprecisa e anevoada de uma clarividente... Mas a visão de Athenodora tinha detalhes demais, e somado aos meus maus pressentimentos, nada poderia ser bom. - Claro, claro que eu te aviso, é o mínimo que eu posso fazer por você, Athenodora. Agora, eu tenho mesmo que ir. Preciso avisar a Leah de um jeito ou de outro; Me dá cobertura? - Eu precisava mesmo sair da comunal naquele fim de madrugada, embora eu soubesse que Annie não concordaria com isso. Mas era uma situação de emergência, a anã entenderia.

Esbocei um sorrisinho para a luafana. Era incrível a minha capacidade de sorrir mesmo quando as coisas pareciam não poder piorar mais. Athenodora assentiu e eu calcei meus chinelos conferindo minha varinha no bolso da calça do pijama. - Te devo uma, Athe. - Saí correndo da comunal, porém, sorrateiramente a procura do salão comunal da Corvinal. Nem fazia ideia de onde ficava! Esperava mesmo que a monitora-chefe acordasse cedo. Bem cedo.



_________________

Valar Morghulis: all men must die


Joanne A. M. Haraldsen - T.C.M. 2º e 3º
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Taylor Zarek Rietmann
Lufa-Lufa
Lufa-Lufa
avatar


Perfil de Quest
Escola/Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: 1° Ano
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Comunal da lufa-lufa   Qui 11 Abr 2013, 15:05

Joshua <3

Olhei para ele com lágrimas nos olhos. Eu estava feliz? Sim, eu estava muito feliz. Josh era o rapaz que eu estava esperando e isso me fazia feliz. Olhei para os lados e depois voltei a fitar seus lindos olhos: - Sabia que desde o momento que você sentou ao meu lado la na mesa eu sabia que iria rolar alguma coisa - Eu disse baixinho ao seu ouvido. Depois lhe dei outra mordidinha.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Joshua Mietz Rietmann
Mercenário
Mercenário
avatar


Perfil de Quest
Escola/Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: 1° Ano
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Comunal da lufa-lufa   Sex 12 Abr 2013, 07:40

Elena mi carinho
Você é a princesa que meu coração deseja


Ela estava com lagrimas nos olhos. Isso estar me comovendo. Ela sussurrou em meu ouvido. Sua voz divina entrou quebrando tudo. Me arrepiei. Estranho. Dei um sorriso. Eu estava muito alegre ao seu lado. Ela me faz tão bem. Fiquei sem palavras. Tentei falar... Não saiu nada. Nada. Engoli em seco. Ai, eu gosto dessas mordidas dela. Me exita. - Nós sabíamos. - Corrigi sua frase. Quando sentei ao seu lado, senti uma energia forte sendo transferia entre nós. Meu coração gritava pelo seu nome. ELENA. Ele grita. Lhe dei um selinho. Outro. Mais outro. Essa boca dela me deixa louco e é viciante. - Quando vou conhecer sua família? - Perguntei sorrindo.


:3

_________________



Primeiranista | Lizzie| Armada de Grunnion
Narração | Minha fala - #FFE4B5 | Pensamento | Outra fala
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Athenodora Keller D'Amici
Sociedade Mágica - Adulto
Sociedade Mágica - Adulto
avatar

Patrono : Arminho
Bicho-papão : Perder alguém da família

Perfil de Quest
Escola/Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: Formado
Varinha: Álamo, 28 cm, Elástica, Pena de Fênix.

MensagemAssunto: Re: Comunal da lufa-lufa   Sex 12 Abr 2013, 19:14

........♣Gone…
Dark the oceans, dark the sky. Hush the whales and the ocean tide. Tell the salt marsh and beat on your drum: Gone their master, gone their sun.-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------♣

Mexia meus dedos compulsivamente estralando, esticando e dobrando, uma característica minha de quando estava realmente nervosa, e eu simplesmente não sabia o que fazer. É claro que ficaria de olho em Milla, esperava ter visões melhores da próxima vez, que visse que ela estava bem, mas queria poder ajudar de uma forma melhor...

Joanne disse que me avisaria qualquer coisa e que estava indo falar com a Leah. – Ok, obrigada, e pode deixar te dou cobertura! Falei pensando nas possibilidades que poderiam acontecer, mas era improvável que ela encontrasse com alguém, ou alguém viesse perguntar dela, pelo menos era o que eu esperava... Vai dar tudo certo, tentava me acalmar.

Tentei sorrir de volta para ela. – Imagina Joo, não me deve nada... Assisti a garota sair sorrateiramente da comunal. Ainda me sentindo um pouco estranha por causa da visão, resolvi voltar para o quarto, não iria dormir, mas era bom ficar um pouco quieta e organizar os pensamentos para ficar concentrada em Milla.


♣ Vestindo meu pijama. • Interagindo com: Joanne • Notas: Tendo uma visão/ Milla Sumiu ♣
by Nay

_________________
Athenodora Keller D'Amici
You could never feel my story, it's all you know
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Edlyne Dewycksanna
Lufa-Lufa
Lufa-Lufa
avatar

Bicho-papão : amo musica., gosto de cantar e tocar piano e violão e adoro teatro

Perfil de Quest
Escola/Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: 4º Ano
Varinha: Aveleira, 26 cm, Rígida, Pelo de Unicórnio.

MensagemAssunto: Re: Comunal da lufa-lufa   Qua 17 Abr 2013, 23:48

Há muito tempo eu não adentrava à Sala Comunal. Sentei- me em uma poltrona aconchegante e aproveitei o tempo para estudar.

_________________

       

         king Edlyne Dewycksanna 
      sz  Hogwarts School - 4º Ano - Lufa - Lufa   
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Taylor Zarek Rietmann
Lufa-Lufa
Lufa-Lufa
avatar


Perfil de Quest
Escola/Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: 1° Ano
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Comunal da lufa-lufa   Qui 18 Abr 2013, 07:35

Joshua <3

-Claro que será! O único namorado da minha vida!- Sussurrei enquanto sentia os beijos dele. A sensação era boa e eu me sentia feliz ao lado dele: -Ai!! - Gemi ao sentir a mordida dela sobre meu pescoço e fiz um biquinho. Entrelacei meus dedos nos seus e encostei minha cabeça em seu peito e fechei meus olhos: - Acho que sou a mulher mais feliz do mundo - Falei baixinho com a voz cansada.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Joshua Mietz Rietmann
Mercenário
Mercenário
avatar


Perfil de Quest
Escola/Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: 1° Ano
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Comunal da lufa-lufa   Sab 20 Abr 2013, 00:41

Elena mi carinho
Você é a princesa que meu coração deseja


Serei seu único namorado. Tão bom ouvi isso saindo de sua boca. Ela disse que é a mulher mais feliz do mundo. E eu? O homem mais feliz e sortudo do mundo. Tenho tudo o que preciso. Tenho a menina de meus sonhos. Dei um sorriso. Eu estava morrendo de sono. Olhei em volta e depois voltei e lhe fitar. – Elena. Preciso dormir. Se não acordarei com dores. – Disse meio triste. Dei um selinho em minha amada e me levantei. Comecei a caminhar em direção a entrada do dormitório masculino, olhei para Elena e soltei um beijo. – Te amo! – Sussurrei. Tomara que ela saiba ler lábios. Logo sair dali.


:3

_________________



Primeiranista | Lizzie| Armada de Grunnion
Narração | Minha fala - #FFE4B5 | Pensamento | Outra fala
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Edlyne Dewycksanna
Lufa-Lufa
Lufa-Lufa
avatar

Bicho-papão : amo musica., gosto de cantar e tocar piano e violão e adoro teatro

Perfil de Quest
Escola/Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: 4º Ano
Varinha: Aveleira, 26 cm, Rígida, Pelo de Unicórnio.

MensagemAssunto: Re: Comunal da lufa-lufa   Dom 21 Abr 2013, 01:08

EU ACREDITO NA FORÇA DA LUFA!!!

_________________

       

         king Edlyne Dewycksanna 
      sz  Hogwarts School - 4º Ano - Lufa - Lufa   
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Edlyne Dewycksanna
Lufa-Lufa
Lufa-Lufa
avatar

Bicho-papão : amo musica., gosto de cantar e tocar piano e violão e adoro teatro

Perfil de Quest
Escola/Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: 4º Ano
Varinha: Aveleira, 26 cm, Rígida, Pelo de Unicórnio.

MensagemAssunto: Re: Comunal da lufa-lufa   Qui 25 Abr 2013, 00:31

Me dirigi à Sala Comunal para ver se alcalmava um pouco os ânimos, peguei um livro qualquer para ler e fiquei pensando o tempo todo se a gente, digo em geral, é esperto ou não; pois bem, eu já estou cansada desse "chove não molha", porque não passam logo a lista pra gente tirar férias. Porque não dão logo esse tal de provão, eu já sei quais foram as matérias que eu ñão consegui atingir a média pois anoto, de verdade, aula por aula, nota por nota de cada disciplina, coloco o que foi feito em cada aula com o maximo de detalhe possível, se os alunos do RPG também acompanharem seus desempenhos, saberão de antemão. Não precisa fazer suspense. Da mesma forma que não precisava demorar para anunciar a campeã da Copa das Casas, já se sabia quem seria. Da a impressão que todos somos trouxas, literalmente. Consta que a lista de aprovados deveria ter saido dia 23, hoje já é 25 e nada de lista. Se não for para colocar na data certa então não estabeleça uma. Esta situação está me deixando irritada. Sou capaz de descontar alguma raiva e/ou decepção em alguém que nem conheço.

MUDANDO DE ASSUNTO - APROVEITANDO O ACONCHEGANTE ESPAÇO DA SALA COMUNAL DA LUFA

Não faz mal que desta vez a Lufa não ganhou a Taça das Casas, a Força Amarela esta dentro da gente, e a força da lealdade e da amizade. Tenho orgulho de ser Texugo, de levar as cores da Lufa no peito, pois o que importa não é aquilo que falamos e sim o que fazemos e vejo que a turma da Lufa é esforçada e luta pelos seus ideais e não pelos seus interesses.

_________________

       

         king Edlyne Dewycksanna 
      sz  Hogwarts School - 4º Ano - Lufa - Lufa   
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Taylor Zarek Rietmann
Lufa-Lufa
Lufa-Lufa
avatar


Perfil de Quest
Escola/Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: 1° Ano
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Comunal da lufa-lufa   Qui 25 Abr 2013, 19:45

Joshua <3

-Ahh amor! Fica? - Fiz biquinho enquanto descia minha mão pelo seu peito. Meu namorado já estava indo dormir e aquilo iria me deixar triste. Fiz outro biquinho e por fim cedi: - Ok então vamos dormir- Beijei ele e depois segui para o dormitório feminino.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mary Kate Ricci O'Donell
Lufa-Lufa
Lufa-Lufa
avatar


Perfil de Quest
Escola/Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: 1° Ano
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Comunal da lufa-lufa   Dom 28 Abr 2013, 10:12

Chego a comunal e vejo que tinha alguns alunos por ali. Como eu sou muito amigável cumprimento a todos.

- Olá!

Cansada vou pro meu dormitório dormir. Saio dali

_________________
Maryanne Katerlyn Margarethe Ricci O'Donell

Lufana ♥ | Primeiranista | Gêmea da Ashley  | Bagunceira | Ricci O'Dorell Pride

Legenda:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Henrietta M. LeAnn
Lufa-Lufa
Lufa-Lufa
avatar


Perfil de Quest
Escola/Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: 1° Ano
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Comunal da lufa-lufa   Dom 28 Abr 2013, 20:33

[font=century gothic]

A sala comunal exalava a caramelo, talvez seja porque henrietta desejava por um. Sentou na grande e gorda poltrona, afundou nele rapidamente a fazendo até rir. Seus pés não alcançavam o chão aproveitado para embala-los. Olhou ao redor e via todos os tipos de pessoas.
Duas coisas que Henri gostava de fazer escutar e observar. Dos seus pensamentos de volta para a sala, percebeu que lá também estavam casais apaixonados. Ah, o amor é tão belo. pensou ela. Adorava ver demonstração de amor, era uma romântica e sabia disso. Parou de fita-los, não queria atrapalha-los ou até mesmo incomodados.

Pegou seu livro ilustrado sobre astronomia de passar o tempo, abriu e sussurrou.

- Surpreenda-me!

Com essas palavras o livro de capa roxa com traços dourados começou a folhear. Suas paginas eram de um amarelo claro, quase parecendo antigas. Antes mesmo de Henri conseguir ver o capitulo que o livro havia escolhido, seu gato siberiano bicolor, Cinereo, pulou entre ela e o livro. Claro que o livro não gostou nem um pouco do desrespeito do bichano, se tivesse dentes iria morder de imediato seu pequeno traseiro peludo.

Colocou o livro delicadamente na mesinha redonda ao lado da poltrona gorda, para não aborrecê-lo mais e por precaução para Cinereo não o machucasse enquanto miava insistimente com seus olhos brilhantes e cinzentos de pidão para ser aninhado. Espertinho!

Cinereo ronronava ao seu toque, voltou a observar a sala e as pessoas em suas rotinas. Ficaria ali até que Cinereo se cansasse dela e fosse para sua caminhada matinal.


_________________

AçãoFalaPernsamento
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hugh Rutherford Gunn
Lufa-Lufa
Lufa-Lufa
avatar


MensagemAssunto: Re: Comunal da lufa-lufa   Dom 28 Abr 2013, 22:29

    Eu não tinha muito o que fazer desde que havia chegado no castelo, embora tivesse vários lugares pra visitar e uma meta de começar a fazer amigos o espirito da indolência que habitava em mim desde que alcancei a adolescência me dominava mais uma vez. Lembro de sentar em uma das poltronas e aproveitar sapos de chocolate que alguém havia deixado ali, um deles até pulo pra fora do pacote semiaberto e vagou pela sala comunal.

    - Isso realmente é muito bom... Disse mastigando e colocando cada vez mais sapos na boca, eles fugiam se não fosse muito rápido. Não demorou muito pra ter os dedos e a boca melados de chocolate, vi de longe uma jarra de água sobre a mesa de estudos e enquanto lambia os dedos ponderava comigo mesmo o que valia mais a pena; ficar com sede ou levantar para pegar a jarra. Escorreguei as costas no sofá e olhei para cima, a preguiça quase venceu, mas em um impulso de coragem eu levantei e caminhei até a mesa, enchendo um copo com água. Estava de costas pra o resto da sala, mas podia ouvir um pequeno barulho de movimentação que ia ficando mais intenso, havia gente chegando ao local. A ideia de não estar mais sozinho me animou e ao mesmo tempo me fez ficar receoso, não podia estragar a primeira oportunidade.


_________________
Call me GUNN dude.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Max V. Aldridge
Fantasmas
Fantasmas
avatar

Patrono : Lontra

Perfil de Quest
Escola/Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: 3º Ano
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Comunal da lufa-lufa   Dom 28 Abr 2013, 22:54

woah, let's the fun begin!

É uma maravilha dormir no dormitório mais próximo da cozinha do castelo. Sempre que eu sinto fome, basta eu sair do salão comunal, dar algumas dúzias de passos e, pronto, eu já chegava na cozinha de Hogwarts. Eu sabia que o toque de recolher aconteceu há algumas horas, mas o trajeto até a cozinha é tão curto que eu não resisti. Pedi aos elfos um grande pacote de pipoca e eles me deram. Acrescentaram manteiga sem eu pedir, mas eu gostei.

No caminho de volta, encontro com Natasha e nós entramos juntos na comunal. Eu a conhecia há poucos dias, mas já descobri o que ela tem de mais interessante: ela é uma metamorfomaga. Muito melhor do que eu, aliás - Faz aquele nariz de porquinho de novo? - ela realiza o meu pedido e eu tento imitá-la, mas o máximo que consigo - segundo ela - é deixar o meu nariz igual ao de um gordinho da Sonserina.

Dentro da comunal, não vejo quase ninguém. Seria ninguém se um garoto - que eu já vi antes, mas não consigo me lembrar do seu nome - não estivesse deitado no sofá no meio da comunal. Pego uma pipoca cheia de manteiga - PENSA RÁPIDO! - arremesso na direção da boca dele, esperando que ele a abra e consiga comê-la antes de ser atingido. Olho curiosamente para Natasha - Você lembra do nome dele? Ele é aquele Lufano que entrou no meio do ano letivo... - digo bem baixinho.

_________________

Text | Me | You





Legendas de duelo:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nath Scathach Bradshaw
Sociedade Mágica - Adulto
Sociedade Mágica - Adulto
avatar

Patrono : Bulldog francês

Perfil de Quest
Escola/Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Freixo, 26 cm, Inflexível, Pelo do Rabo de Cérbero.

MensagemAssunto: Re: Comunal da lufa-lufa   Dom 28 Abr 2013, 23:07

The Tic Toc Of Life
Tic Toc



Estava encarando o requerimento para o provão daquele ano, quando encontrei o Max saindo da Cozinha do Castelo.- Hey Max- sorri para ele, embora o conhecesse a pouco tempo, havíamos adquirido uma química entre nós, provavelmente por ambos possuímos algo raro, porém igual o que tornava tudo ainda mais divertido.- Ah, você sabe que eu não gosto Maxzinho- fiz careta ao ouvir o seu pedido de transformar o meu nariz em porco- Só mais uma vez, okay?- com um suspiro fiz um som estranho, igual ao porco e ri junto com o Max, enquanto esse tentava me imitar, embora não tivesse tanto sucesso assim. Era bom passar algum tempo com amigos, já que provavelmente eles se formariam bem antes do que eu.

- Você deveria me dar isso- roubei um pouco de sua pipoca enquanto voltava ao normal e abri a porta do Salão Comunal, aparentemente vazio. Fazia tempo que eu não passava algum tempo ali, normalmente ficava trancafiada no dormitório.- Ei Max!- gritei quando este jogou uma pipoca em direção a um aluno deitado no sofá do meio. Max perguntou-me se por acaso o conhecia, mas ao franzir a testa e tentar me lembrar, percebi que nunca o tinha visto, ou algo do tipo.- Não Max... Mas posso conhecê-lo agora- andei em direção ao Sofá e me pendurei em seu encosto sorrindo para o Lufano- Tudo bem, texuguinho filhote?- olhei pro Max e pisquei, pensando em alguma arte.


_________________
Natasha Miller Scathach Bradshaw

CHEFE DA FAMÍLIA SCATHACH . EX-PROF DE FEITIÇOS .  EX-AC . CAMPEÃ DE DUELOS . MUIÉ DA IZZY ♥
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hugh Rutherford Gunn
Lufa-Lufa
Lufa-Lufa
avatar


MensagemAssunto: Re: Comunal da lufa-lufa   Dom 28 Abr 2013, 23:18

    Nunca foi bom com companhias, naquela época era visivelmente terrível quando tentava aproximar-se das pessoas, tinha dificuldades em manter uma conversa estável e atrair amizades, embora fosse uma boa pessoa. Era fechado, tinha uma cara séria e postura meio boba e que passava uma primeira impressão de jovem ignorante, vulgarmente; “burro”. As tatuagens e aspectos físicos não ajudavam também, era um armário. Deitado no sofá, olhando para cima e tentando a todo custo parecer invisível aos outros dois que acabavam de entrar olhou de relance e nessa olhada viu uma pipoca voar em sua direção.

    - Wow! Em um reflexo afastou-se do encosto do sofá e tentou pegar a pipoca com a boca de uma maneira atrapalhada, antes de conseguir, ela bateu no nariz dele e quase caiu no chão. Recostou-se novamente no sofá e observou os dois a sua volta, a moça agora estava perto dele e o outro também o observava com olhar curioso. Recolheu os ombros e ficou atônito até cair na real e finalmente falar alguma coisa, mesmo que de maneira arrastada e sem confiança. – Tudo... Quer dizer, quase tudo.

    Os olhares dos dois eram incômodos, mas o rapaz aos poucos parecia sair da defensiva. Olhou a pipoca na mão do outro e desejou ter mais. Fazia tempo que não comia pipoca, desde que descobriu-se bruxo eram só comidas estranhas todas envolvendo abóboras. - E com vocês? Falou um pouco atrasado, olhando de um para o outro.

_________________
Call me GUNN dude.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Max V. Aldridge
Fantasmas
Fantasmas
avatar

Patrono : Lontra

Perfil de Quest
Escola/Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: 3º Ano
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Comunal da lufa-lufa   Dom 28 Abr 2013, 23:36

woah, let's the fun begin!

Nat não o conhecia, mas isso não a impede de se sentar próximo a ele. Faço o mesmo, mas me sento no braço oposto do sofá. Em alguns olhares, vejo que o garoto tem várias tatuagens e eu as acho bem estranhas, mas não comento nada. Faz alguns dias que estou bastante focado à não fazer julgamentos.

Um incomodo silêncio se forma entre nós, o garoto é o primeiro a rompê-lo - Bom, eu estou bem. Muito bem, aliás - pego algumas pipocas do pacote e deixo o recipiente no colo do garoto. Me levanto do sofá e fico de frente para eles. Esmago as pipocas com a minha mão até sobrar alguns grãos de milhos na palma da minha mão - Eu, antigo batedor reserva, atual artilheiro consegui.... - jogo os milhos para cima - VIRAR O CAPITÃO DO TIME DE QUADRIBOL! UHUL! - o grito de comemoração sai no exato momento em que eu rebato os grãos na direção dos dois.

- Aliás, você tem ombros largos. Parece bem forte... Poderia ser um batedor, mas também é magro, deve voar bem rápido, uma característica legal pra um apanhador. Já pensou em jogar? Ah, antes que eu me esqueça, eu sou o Max - sinto vontade de cumprimentá-lo com um aperto de mão, mas um cumprimento tão formal não é adequado para nós, lufanos. Bagunço o cabelo dele sorrindo - Tatuagens... Legais - o adjetivo sai com dificuldade e eu não sei se menti muito bem. Eu não as acho feia, elas só são... Diferentes.

_________________

Text | Me | You





Legendas de duelo:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Comunal da lufa-lufa   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Comunal da lufa-lufa
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 42Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 22 ... 42  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Torneio de Duelos - Experientes-
Ir para: