InícioFAQBuscarPortalMembrosRegistrar-seConectar-se
Alunos do 1º ano - Não deixem de participar da travessia: part 1, part 2, part 3 e part 4 !
Vaga aberta para professor de Ética Bruxa.
Clique aqui e inscreva-se já no grupo do 1º ano, as aulas começam dia 15 de Julho!
Quer escrever um livro para o RPG, mas não sabe como? Clique aqui e confira como!

Compartilhe | 
 

 Bar de Cumberland

Ir em baixo 
AutorMensagem
Diretor Alvoros Grunnion
Diretor
Diretor
avatar

Patrono : Fênix
Bicho-papão : Diretor

Perfil de Quest
Escola/Casa: Corvinal
Ano Escolar: Concluído
Varinha:

MensagemAssunto: Bar de Cumberland   Qui Jan 12, 2017 7:52 pm

Bar de Cumberland

Edimburgo, Escócia



Frequentado mais por escoceses do que turistas, apesar de ser convidativo à estrangeiros, o Bar de Cumberland é um bom lugar para aquelas pessoas que querem beber um pouco após trabalhar durante o dia inteiro, onde seus clientes poderão escolher entre uma enorme variedade de cervejas e também acompanharem os principais eventos esportivos que acontecem no mundo e trazem atenção dos escoceses.


RPGHogwarts.org

_________________
Alvoros Grunnion
Diretor da Escola de Magia e Bruxaria de  Hogwarts


Ações
- Falas
"Falas de outros personagens"
"Pensamentos"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Evan Drescher Nottingham
Funcionários de Hogwarts
Funcionários de Hogwarts
avatar

Patrono : Whippet
Bicho-papão : Duendes

Perfil de Quest
Escola/Casa: Corvinal
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Bordo, 23 cm, Flexível, Lasca de Casca de Centauro.

MensagemAssunto: Re: Bar de Cumberland   Qui Out 19, 2017 11:46 am

O final do ano letivo se aproximava e talvez o momento não fosse o melhor de todos, mas mesmo assim, eu tinha conversado com a Lucy, pois alguns problemas familiares tinham dado uma desestabilizada na minha vida, logo, precisava de alguns dias de folga para poder ajeitar tudo. Mas a verdade era que agora que eu tinha finalmente chegado na Escócia, eu não me sentia nenhum pouco motivado a enfrentar minha família. — Acho que não terá problema se eu demorar um pouco. — concluí, enquanto entrava no Bar de Cumberland, local onde eu tinha passado grande parte da minha vida de jovem adulto, e porque não dizer adolescência, sempre utilizando identidade falsa, ou apelando para uma boa e velha poção polissuco. No fim das contas, se os alunos descobrissem meu passado estudantil, eu não teria credibilidade nenhuma como Zelador, visto que eu não nunca tinha sido aquele tipo de cara certinho. Suspirando fundo, me encaminhei até uma dos bancos que dava de frente para o bar e pedi uma cerveja. Na televisão passava algum jogo qualquer de futebol envolvendo a seleção escocesa, que eu tinha total conhecimento que eram um dos piores times do mundo. Mesmo assim, resolvi assistir um pouco do esporte, que não era um dos meus favoritos, mas a outra seleção era tão ruim, que parecia fazer os escoceses serem craques de bola. Permaneci por ali até que a noite começasse a se aproximar e eu soubesse que não tinha mais para onde fugir. Eu precisava enfrentar minha família, e por sorte meu teor alcoólico estava razoavelmente alto o suficiente para que eu fizesse isso. Quando fui pagar notei que só havia dinheiro bruxo em minhas vestes, o que poderia ser um problema. Por sorte achei um cartão de crédito. Como provavelmente não tinha dinheiro, fiz a prazo.Depois que me estabilizasse, trocaria o dinheiro para não me ferrar, nem ferrar o dono do bar. Desse modo, saí do Bar de Cumberland, indo enfrentar meus demônios do passado.

_________________
Evan Drescher Nottingham
« I like smoke and lightning, heavy metal thunder, racin' with the wind, and the feeling that I'm under. Yeah, darlin', gonna make it happen, take the world in a love embrace, fire all of your guns at once and, Eexplode into space »
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Arcturus Alborne Looken
Sociedade Bruxa - Adulto
Sociedade Bruxa - Adulto
avatar

Bicho-papão : .

Perfil de Quest
Escola/Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Pelo de Rabo de Cérbero, Abeto Vermelho, 32 cm, Inflexível.

MensagemAssunto: Re: Bar de Cumberland   Qui Mar 29, 2018 10:42 pm

ESCÓCIA – EDIMBURGO – BAR DE CUMBERLAND
Eu era uma pessoa instável, então logo deixei minhas amadas terras bruxas na Inglaterra pra me aventurar pela Escócia, lá eu nunca havia ido e estava sendo muito maneiro viver entre a galera de lá e descobrindo pouco a pouco os lugares da Escócia, algo que enriquecia qualquer "diário", sim eu tinha alguns escritos sobre minhas aventuras pelo mundo e essa era uma que merecia uma boa quantidade de páginas. O engraçado era que, apesar de estar em uma cidade diferente e com muitas coisas legais rolando, eu mantinha contato com Allegra, ela era um dos motivos pra eu não ter umas histórias insanas sobre mulheres e afins. – I'm so f'cked, bro... – Falei meio desligado a um colega que me acompanhava, seu nome era bem estranho, mas todos estávamos chamando ele de Andy, por ele se parecer com um personagem de um desenho animado que levava esse nome, segundo alguns membros do pequeno grupo. Ele me olhou meio confuso e eu expliquei sobre a garota e toda a história e ele riu, enquanto me empurrava na direção de um bar e disse que tínhamos de beber para eu parar de falar dela, eu nem tive tempo de reagir pois ele pediu uma dose e me fez virar ela e foi assim que eu comecei a beber insanamente no Bar de Cumberland. [...] Nós saímos do bar horas depois, eu não via nada pela frente, mas concordei em saltar de paraquedas, eu fiz uma anotação sobre isso no meu diário de bordo no transporte que estava nos levando, eu já havia voado em vassouras, então não tinha um pingo de medo da altura e tudo mais, sendo assim a gente partiu de lá para um aeroporto particular que era "próximo". Saio dali.
interagindo com NPCs

_________________



Elijah Arcturus Alborne Looken





Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Dimitri J. Rathbone
Auror de Campo
Auror de Campo
avatar

Patrono : Águia Pescadora
Bicho-papão : Se tornar igual a seu pai

Perfil de Quest
Escola/Casa: Corvinal
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Pluma de Basilisco, Cipreste, 32cm, Maleável.

MensagemAssunto: Re: Bar de Cumberland   Sex Jul 06, 2018 5:29 pm

Mal Agouro
O início do fim
 

Dimitri estava triste naquele dia, ninguém sabia o porque, nem ele mesmo, uma sensação ruim lhe consumia, pressentia que algo lhe aconteceria em breve, e cada dia que passava o mal agouro ficava mais forte, e como sempre em tardes chuvosas como aquelas ele fora ao Bar de Cumberland, um bar trouxa, onde ele passava horas observando como os seres que não conheciam a magia se comportavam, não desejava ser como eles, mas divirtia-se com as neuroses que eles tinham, coisas que sempre lhe alegrava em dias amargos como aqueles.


Sentou-se em uma mesa ao canto e pediu uma cerveja a garçonete mais bonita do local, que agilmente lhe atendeu. Entre goles de cerveja ficou ali observando os estranhos hábitos dos trouxas.


Off.: Interação com Tereza! (Duelo combinado)
 
 

_________________
DIMITRI J. RATHBONE 
É NOS PIORES MOMENTOS QUE VOCÊ TEM OPORTUNIDADE DE MOSTRAR A FORÇA
DAS SUAS CONVICÇÕES E A GRANDEZA DA SUA ATITUDE!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tereza Ella Bittencourt

avatar


Perfil de Quest
Escola/Casa:
Ano Escolar: 1° Ano
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Bar de Cumberland   Hoje à(s) 11:00 am



Acertando as contass

Trama Familiar (2018.01)  -----------♥
 
Tereza errou muito em sua vida, as memórias dela voltavam lentamente e isso causava desconforto, ela tinha vivido longos anos felizes ao lado do marido, sem lembrar das maldades que fizera no passado. No entanto, as piores lembranças voltaram e ela sabia agora que tinha deixado duas crianças para trás, a menina era como ela, e o menino tinha seus olhos, mas sua antiga família jamais permitiria que ela voltasse a ver eles. Ela queria mostrar como tinha se tornado uma pessoa diferente, mas a raiva das memorias antigas parecia despertar uma outra pessoa em Tereza. Agora haviam duas forças dentro da mulher, uma delas queria vingar tudo e todos e a outra queria apenas os filhos e uma família pacifica. 

Ela chegou ao bar decidida a negociar uma aproximação, tinha seguido Dimitri, o guarda-costas de seu irmão. Mas ao ver o homem uma recordação voltou a mente, ele já havia impedido ela de ver a filha, a muitos anos atrás. – Não é justo, eu era doente! – Ela pensou alto sentindo as mãos tremerem. Um conflito interno iniciou e ela pensava que ele também seria contra ela, a personalidade mais acida da mulher falou mais alto. – Preciso tirar ele do meu caminho! – Puxou a varinha e apontou para o homem em pleno bar. 

– Estupefaça! – Viu o homem ser atirado para trás com força caindo sobre uma mesa, aproveitando a distração inicial ela não perdeu tempo. – Sectumsempra – Queria o ver sofrer e sangrar até morrer, para ela seria uma retribuição justa, pois eles tiraram seus filhos. 



_________________
Tereza Ella Bittencourt
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Bar de Cumberland   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Bar de Cumberland
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Ilhas Britânicas :: Norte da Grã-Bretanha-
Ir para: