InícioFAQBuscarPortalMembrosRegistrar-seConectar-se
Nova interação divulgada! Clique aqui e confira!
Novas Quest's Abertas foram postadas, aproveite!
Alunos: Não deixem de avaliar seu Diretor de Casa! Link
Adultos (Sociedade Mágica) e Funcionários do PD, verifiquem suas MP's com urgência!

Compartilhe | 
 

 Família Holstein Sparrow

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Agatha C. Stella
Administrador
Administrador
avatar

Bicho-papão : Perder a wrecking ball

Perfil de Quest
Escola/Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: Concluído
Varinha:

MensagemAssunto: Família Holstein Sparrow   Ter 12 Jan 2016, 20:51




Família Holstein Sparrow

Origem: Caribenha || Chefe: Ethan Sparrow Whitmore || Caribe || Elfo: Tolkien
A família Holstein Sparrow originou-se como somente Sparrow nas Ilhas Caribenhas por Jack Sparrow, no ano de 1718. Outrora, ainda no século XVIII, Edward Teach — mais conhecido como Barba Negra — era um pirata inglês, tal que possuía sangue puro correndo em suas veias, todavia, em sua época na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, conhecera uma mulher dotada de sangue trouxa, conhecida como Mary Ormond, o que ocasionara na desavença entre as famílias trouxa e bruxa. Devido a este episódio, o mesmo resolvera partir de Bristol com a mulher e navegar nas terras Caribenhas, com o intuito de permanecer em torno da ilha dentro de seu navio, construído por ele mesmo através da utilização de magia. Ao receber a notícia que sua mulher estava grávida de seu primeiro filho, a alegria girou em torno do casal, que mais tarde conheceu outros piratas tanto trouxas quanto bruxos que poderiam se tornar aliados. Quando atingira os nove meses da gravidez, a senhora Teach não aguentara quando deu a luz à sua primogênita, que seu marido denominara Angelica, por ser pura como um anjo. Com o falecimento de sua esposa, Edward tornou-se um homem cruel, capaz de ser um assassino a sangue frio, com fim de arrancar as riquezas alheias apenas por poder e, obviamente, pelo seu nome. Infelizmente, esquecendo do sangue de sua esposa, incitou um ódio súbito por nascidos trouxas e até então, mestiços, com exceção de Angelica, visto que pela morte de Mary, ao seu ver, a esposa morrera por causa do seu sangue frágil e inútil como os dos demais.

Anos mais tarde, ainda com o seu nome carregado de poder e terror, Barba Negra dedicou todos os anos por Angelica, ainda que ambicionado por glória e riqueza. Contudo, fora surpreendido com a visita de um homem em suas terras, conhecido como Capitão Jack Sparrow, prole do destemido pirata Teague Sparrow. Jack era, até então, um dos piratas mais conhecido da região, e na adolescência de Angelica conseguiu conquistar o coração da jovem herdeira Teach. Inconformado com a linhagem trouxa de Jack, Barba Negra tentou, de alguma forma, afastá-lo de sua filha, que o convencera de desistir da separação dos dois pelo fato de ambos se amarem tanto a ponto de cometerem loucuras um pelo outro, e assim começaram a ter um relacionamento estável. Durante o namoro de ambos, Edward permitiu a morada de Jack em seu navio para que pudesse permanecer ao lado da herdeira. Sete dias após a permissão de Barba Negra, o navio atracou em uma ilha próxima, a Ilha Krochan. Em uma tentativa falha de saírem da Ilha, os piratas acabaram conhecendo a bruxa Calipso, uma das moradoras da Ilha. Surpreendido, Jack manteve uma relação de paz com a bruxa, que logo se apaixonara perdidamente pelo Sparrow. Determinada a encontrá-lo novamente, a Krochan rompeu a Maldição dos Nativos — que consistia do navio atracar em um período de sete dias na Ilha Krochan —, permitindo a saída dos Sparrow do local enquanto procurava uma forma de ir atrás do seu amado.

Com as informações recebidas sobre Jack, descobrira que o pirata no qual era, à primeira vista, loucamente apaixonada, estava destinado a se casar com a Teach, herdeira do Barba Negra, ocasionando na falta de controle da bruxa insana. Um dos familiares Krochan, como o mais inteligente destes, sugeriu a aproximação de Calipso no navio onde residia o amado, e complementou que tentasse conquistar temporariamente o pai de Angelica, Barba Negra, com o intuito de obter mais acesso do seu genro. Na véspera do casamento de Jack e Angelica, Edward descobriu o verdadeiro motivo da Krochan querer a aproximação do mesmo: conquistar o coração de Jack. Sabendo de todo o seu plano ao vê-la conversar consigo mesma, Barba se preparou no dia da festa de casamento da sua filha, que até então se manteve na armadilha de Calipso. Quando a cerimônia começou, a bruxa preparou-se para atacar e, no primeiro feitiço lançado contra Angelica no intuito de assassiná-la, Barba Negra defendeu a filha, iniciando, assim, um breve duelo entre os dois. Ao término, ele finalmente pereceu diante à mulher que futuramente teve os seus feitiços imortalizados, transformando-na em uma deidade elemental e temperamental. Mergulhada em dor pela morte do pai, Angelica iniciou um duelo com Calipso, desferindo-lhe um feitiço mortal, a ponto de tirar a vida de quem tirou a do seu pai.

Engasgada no próprio sangue, Calipso por puro ódio lançou feitiços elementais na ilha onde tiveram passado, causando catástrofes naturais, dando início a destruição da ilha em que o navio se encontrava. Felizmente, com a tamanha eficácia dos feitiços de proteção de Angelica, o navio conseguiu, por fim, distanciar do lugar onde ocorria as catástrofes causadas por Calipso. Antes de dar o seu último suspiro, a bruxa Krochan lançara três maldições contra a família Sparrow. Contendo um significado forte, a Maldição do Herdeiro, que continha uma breve profecia:

Para aquele incapaz de a mim amar, um destino pior que a morte sofrerá;
Incapaz da felicidade obter, esse destino o seu primogênito irá deter;
Para não dizerem que cruel sou eu, ele conhecerá alguém para chamar de “meu”;
Será no dia de seu casamento, quando o auge da felicidade o mesmo obter, que ele conhecerá o meu poder;
Com ondas ferozes e abundantes, o mar se tornará ainda mais gigante;
E quando tudo finalmente acabar, a minha misericórdia irão implorar!

O segundo fora sobre a Maldição do Primogênito, que, da linhagem Sparrow, iria perder o coração, o sangue do seu sangue, a carne de sua carne e ela, da linhagem de Calipso, levará ambos a destruição ou a libertação. E, tendo uma ligação quase certa com a maldição dos Krochan, o navio interligado com a família Sparrow atracaria na ilha a cada sete anos por sete dias consecutivos. Com essas três maldições circulando a família, Jack tentou ano após ano destruir cada uma delas, entretanto não conseguira. Angelica, já sua esposa, engravidou de um menino e dois anos depois, de uma menina. Em homenagem a seu pai, Jack colocou o nome do garoto de Teague II Teach Sparrow, e Angelica optou por colocar o nome da sua filha de Penélope Teach Sparrow. Trinta anos mais tarde, o casal faleceu por conta da velhice dos dois, e então Teague, o primogênito, liderou a família ao lado de sua irmã caçula. O garoto, já um homem, noivou com a filha de Hector Barbossa, a donzela Jolie Barbossa Pryer, que ao tardar aceitou o pedido de casamento do Sparrow. O casal optou por realizar o casamento nos domínios do navio Sparrow, como todos os casamentos dos seus ancestrais foram realizados.

No decorrer da cerimônia, Jolie confessou ao futuro marido que aguardava em seu ventre um filho de ambos e que o menino seria uma benção no casamento dos apaixonados, o que não causou dúvida alguma a partir do momento em que o navio estremeceu. De repente, o movimento constante do navio derrubou muitos para fora do transporte marítimo, provocando na morte de muitos convidados, além de que Teague fora levado assim que o navio tremeu. Inconformada e com medo, Jolie conseguiu alcançar a área de segurança do transporte, onde ela e a cunhada permaneceram por bastante tempo até que tudo se acalmasse, mesmo que por sorte o transporte não ter sido afundado. Os convidados que sobraram, poucos por sinal, auxiliaram as duas até que tudo terminasse, e com isso, inconsoladas com a morte de Teague, pediram forças aos amigos da família, de que não tinham mais ninguém, nem mesmo Barbossa para auxiliá-las. Todos aceitaram ajudar a reerguer a família Sparrow, embora não fossem portadores do sangue de Jack e de Angelica. Patrick e Antónieta Holstein, e como amigos fieis da família Holstein, tanto de Teague quanto dos demais, se posicionaram em relação com o reerguer da família, além de Diego e Cínthya Holstein, outro casal que fez menção em contribuir com as Sparrow.

Três séculos mais tarde, a família Sparrow, renomeada para Holstein Sparrow, permaneceu estável, sem mágoas do passado e, é claro, com o navio reformado, agora com porto onde o transporte é ancorado, tornando-o um local "fixo". A linhagem, por mais que tenha sido alterada e com isso tendo uma divergência entre nascidos trouxas, mestiços e bruxos de puro sangue tanto da família de Holstein quanto de Sparrow, todos conviviam em perfeita harmonia nas Ilhas Caribenhas. Duas das três maldições prevaleceram durante todo esse tempo, uma tendo bastante influência por causa do herdeiro atual, tal que se chama Ethan Sparrow Whitmore. O navio continua atracando a cada sete anos por sete dias na Ilha Krochan, e com os novos mistérios circulando pelo navio, muitos ainda achavam que o incidente no navio séculos passados foi por conta das bruxas de Krochan, e por conta delas, Teague e os demais faleceram àquela manhã.

Lema: "Nunca há garantia de voltar, morrer é a única certeza."
Familiares
Ethan Sparrow Whitmore, Ninive K. Krochan Stavros, Lívia Law. Zarek Sparrow, Emma Sparrow Ziegler, Anne T. S. Ravenclaw, Anne Whitmore Gyllenhaal, Baruch Garrix Whitmore, Jason H. F. Stavros, Leticia Krölling Ziegler, Anallise O'Connel Sparrow, Bernhard H. Bittencourt, Mia Wèi Sparrow, Tyler Holstein Sparrow, Leah M. Sparrow Griffiths, Lehna Wittels. Bertrand, Jason Lewis Scharatter, Cassie Stenkovich Sparrow, Thomas A. G. Sparrow, Near Whitmore Grey, Brandon L. D. Sparrow, Ursa Marvela Holstein, Nágila P. Keller McCready, Lara Kosey S. Sciamarella, Ellizabeth Hool Krölling, Éire Avalon Beoulve, Aquiles Parker Amundsen, Ana Holstein Sparrow, Arisa H. Holstein, Capheus Howard Sparrow, Darren Holstein S. Brooks, Evelyn Holstein Sparrow, Nicholas Fabrizio Sparrow, Kayla Grinfild Wichbest e Thomas Rietmann Rotschild.
Cargos e Conquistas
Ethan Sparrow Whitmore: Docente em Hogwarts
Ninive K. Krochan Stavros: Docente em Hogwarts; Diretora do Clube de Duelos; Professora destaque 2016.2
Livia Law. Zarek Sparrow: Ex-monitora da Lufa-Lufa; Campeã do Torneio de Duelos 3° e 4° anos nas Intercasas 2015.1; Funcionária do Hospital Saint Mungus
Emma Sparrow Ziegler: Auror da Força Tarefa
Anne T. S. Ravenclaw: Herdeira da Corvinal
Anne Whitmore Gyllenhaal: Servidora do Ministério da Magia
Baruch Garrix Whitmore: Mercenário
Jason H. F. Stavros: Monitor da Lufa-Lufa
Letícia Krölling Ziegler: Ex-monitora da Corvinal
Near Whitmore Grey: Servidor do Ministério da Magia
Ursa Marvela Holstein: Funcionária do Hospital Saint Mungus
Lara Kosey S. Sciamarella: Auror da Força Tarefa
Ellizabeth Hool Krölling: Servidora do Ministério da Magia
Éire Avalon Beoulve: Editora-chefe do Profeta Diário
Arisa H. Holstein: Comerciante
Darren Holstein S. Brooks: Comerciante
Kayla Grinfild Wichbest: Capitã do Time da Corvinal; Campeã do Torneio de Duelos 2° e 3° anos nas Intercasas 2016.2; Estagiária do Ministério da Magia
Thomas Rietmann Rotschild: Ex-monitor da Lufa-Lufa; Ex-estagiário do Ministério da Magia
Árvore Genealógica
EM CONSTRUÇÃO: A genealogia estará pronta daqui em breve.

_________________
Agatha C. Stella
Adultos • Crianças • Famílias
Minion da Ministra Evelyn
QUEEN OF HEARTS •ops!

Empadas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Família Holstein Sparrow
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Primeira Seção-
Ir para: