InícioBuscarPortalRegistrar-seConectar-se
Fique por dentro do Evento de Férias! Festival Medieval de Mag Mell e Competição Medieval
Funcionários de Hogwarts, chequem suas caixas de MP.
Uma explicação inicial sobre a Reforma do RPG foi liberada! Para acessar, clique aqui!

 

 Família Hammerfest-Rietmann

Ir em baixo 
AutorMensagem
Agatha C. Stella
Ex-administrador
Ex-administrador
Agatha C. Stella

Bicho-papão : Perder a wrecking ball

Perfil Bruxo
Escola/Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: Concluído
Varinha:

Família Hammerfest-Rietmann Empty
MensagemAssunto: Família Hammerfest-Rietmann   Família Hammerfest-Rietmann I_icon_minitimeTer 12 Jan 2016, 20:44



Família Hammerfest-Rietmann

Kampf und Kampf wieder, bis Lämmer geworden Löwen


Nome da Família: Rietmann
Endereço: Londres - Inglaterra
Chefe da Família: Bea C. Rietmann Richmond

Membros da Família: Adam LeBlanc Richmond, Anna Cahors Grössen, Anne Victoire Rietmann, Apolo LeBlanc Richmond, Artemísia S. Rietmann, Aslan Stem. Whitehill, Balth Eirapuã Whitehill, Baruch Garrix Sparrow, Brooke Stem. Haraldsen, Caleb Petrovich C. Zarek, Camille H. Rietmann, Celina A. B. Whitehill, Charlie Raiser Matheson, Daniel Rietmann Richmond, Declan Curtinovi Eirapuã, Delilah Rietmann Hulshöff, Diego Rietmann Hyeras, Doreen F. Betsy Whitehill , Elleonora Rietmann Köhler, Emma Stem. Whitehil, Emyli Rietmann, Everett Köhler Rietmann,  Gemma Rietmann Shmidt,  Harlow A. Fallen Wichbest , Iantro Pie. Von Hansen, Isaac Rietmann Köhler, Taylor Zarek Rietmann, Jensen Stemford Chandler, Jordan Köhler Rietmann, Joshua Mietz Rietmann, Kaamal Stemford Whitehill, Kalebh C. Wright, Kauê Stem. Whitehill, Laura Rietmann Rewards , Lauren Cahors Rietmann, Leona Volker Wittelsbach, Lili Brankovak Rietmann, Lorellay Ferrah Rietmann, Lorenzo Austin Devereaux, Louie K. Riet. Devereaux, Louise D. R. Von Hansen, Mack Krochan Rietmann, Maeve Kaie Dhonalle, Maite R. Von Hansen, Marrié Rietmann Devereaux, Maryska D. Gyllenhaal, Max Richmond Devereaux, Nicholas Pallas Devereaux, Niklaus Rietmann II, Pann Grössen von Habsburg, Penélope Riet. Czarevich, Petryia Riet. Gyllenhaal, Petter S. W. Rotschild, Ruby Stem. Whitehill, Sammy Stemford Whitehill , Seth P. L. Rietmann, Thomas Brood A. Boudmer

Árvore Genealógica: Em Construção



Família Hammerfest

Em terras longínquas, em que o homem não ousara ir e que nem eram vistas pelos olhos do Rei Christian VII da Dinamarca-Noruega, antes da guerra alcançar o reino, jazia um pequeno vilarejo de refugiados, que carregavam muitos túmulos que datavam da Idade da Pedra, que sobreviviam de caça e pesca ao Ártico. Rezava uma lenda, tão antiga como as terras em que pisamos, que ali, ao redor daquele vilarejo, todas as noites um urso grunhia em agonia. Morador algum sentia-se bravo o suficiente para enfrentar a fera, mas um dia, tomado por uma terrível tempestade de raios e trovões, um jovem esquálido, querendo provar seu valor para seu vilarejo, bradou sua busca pelo urso que os ameaçavam. Portava em suas mãos um martelo, a arma mais leve que conseguira carregar. Aventurou-se nas selvas sem rumo, confiando apenas nos agonizantes urros que ecoavam e foi em uma encosta íngreme que o jovem viu um Urso Polar, tão grande e amedrontador, porém, tão indefeso, acorrentado em grossas correntes. Logo, o jovem percebeu que não o animal mesmo sendo feroz, não era uma ameaça alguma para a aldeia e sim, o homem que o aprisionou ali. Determinado, o esquálido enfrentou a encosta íngreme, ergueu seu martelo e quando quebrou as correntes, um raio rachou o céu, libertando o Urso Polar, que rugiu em grande euforia.

Daquele dia em diante, nunca mais ouviram os altos urros do urso ao redor do vilarejo, mas o garoto que voltou como um herói, quase todas as noites voltava na encosta para fazer companhia ao seu mais novo amigo, o chamando de Hammerfest (o que significa martelo e encosta íngreme), levando para ele alimentos frescos, que eram caçados e pescados pelos aldeões. Certa noite, em uma das suas costumeiras visitas, porém tão inesperada, o jovem esquálido não encontrou o urso e sim uma mulher, pálida como a neve, que dormia coberta por vestes pesadas. O rapaz um tanto confuso, acreditava que estava no lugar errado, então tentou retroceder, mas fora surpreendido por um grupo de grosseiros, homens revoltados de aparências terríveis. Eles seguravam varas em suas mãos e antes de as erguerem, a mulher despertou, transformou-se no grande Urso Polar e devorou cada um, sem dá-los chances para se protegerem. O jovem estremeceu e entregou-se mais uma vez a grande confusão que sua mente alimentava. Não sabia mais quem era Hammerfest: se um urso, ou uma mulher. O urso, envolto de sangues dos algozes, lambeu a face do rapaz e tornou a assumir sua forma humana, apresentando-se para ele como uma portadora da magia.

Gadiol era o nome do jovem esquálido que de mãos dadas com a Hammerfest, retornou para a vila arrastando as cabeças dos algozes. Fora então declarado senhor daquelas terras, e recebeu dos moradores, um grande desejo. Pensando em seu futuro com Hammerfest, Gadiol pediu então um porto, uma ancoragem, para barcos irem e voltarem com riquezas, para que não apenas ele, mas toda a vila prosperasse. O porto fora construído e batizado de Hammerfest, que estava carregando seu primeiro filho, que também nascera mágico. O Rei Christian VII da Dinamarca-Noruega, notou o crescimento do vilarejo, tão conhecido pelas pescas e pela ancoragem, portanto, o vilarejo recebeu direitos das cidades mercantis por decreto real, sendo um dos principais centros de comércio e transporte no oeste de Finnmark (condado da Noruega), que também fora batizado de Hammerfest, sendo representado por um brasão com um Urso Polar com um fundo vermelho, abaixo de uma coroa.

A mulher urso se chamava na verdade, Rah-Eem e pertencia a uma tribo indígena, povo finno-úgrico indígena mágico que habitava Sápmi e todos eles eram animagos, se transformavam em animais e por isto, viviam exilados e guardando seus segredos.

Gadiol descobriu através das magias da sua esposa Rah-Eem Hammerfest, que também era mágico, porém aborto, por isso fora abandonado pelo seu povo, que eram os Kvens de étnica balto-finnica, que descenderam dos camponeses e pescadores finlandeses que emigraram do norte da Finlândia e da Suécia para o norte da Norueganos nos séculos 18 e 19.

As guerras napoleônicas chegaram infelizmente. A Dinamarca – Noruega foi atacada pela Grã-Bretanha e forçada a entrar em conflito ao lado de Napoleão e França. Hammerfest se tornou um alvo natural dos navios de guerra de bloqueio da Marinha Real. Assim, a pedido dos comerciantes locais, a cidade recebeu quatro canhões de seis libras do arsenal central em Trondheim (uma cidade e município do condado de Trøndelag). Posteriormente, uma forte milícia de defesa costeira de 50 homens foi formada para defender o Hammerfest. Vários comerciantes formaram o corpo de oficiais da milícia, e os Sea Samis e Kvens se juntaram como tripulações de armas e soldados.

Em 22 de julho de 1809, o esperado ataque britânico ocorreu quando os bandos Snake e Fancy se aproximaram da cidade. Antes de chegar a Hammerfest, os navios britânicos haviam saqueado a vila de Hasvik, destruindo a pequena comunidade pesqueira. A batalha seguinte entre as duas baterias de dois canhões de Hammerfest e os navios de guerra britânicos com um total de 32 canhões foi surpreendentemente intensa e não terminou antes que os canhões noruegueses ficassem sem pólvora após cerca de 90 minutos de combate. Ambos os navios de guerra atacantes sofreram várias balas de canhão e teve pelo menos uma vítima fatal; um marinheiro que foi enterrado no cemitério local. Durante a batalha, a população local conseguiu escapar com a maioria dos bens da cidade, mas os navios de guerra ainda permaneciam no bom porto de Hammerfest por oito dias. Durante a estada, os marinheiros da Marinha Real saquearam tudo o que podiam, incluindo a caixa de doações da igreja e parte da prata da igreja.

Após o ataque, os povos mágicos em segredo se uniram para proteger todo o lugar, logo, Hammerfest tornou-se uma cidade da guarnição com algumas tropas regulares e muitas fortificações melhoradas e ampliadas. Uma pequena flotilha de barcos a remo armados com canhões também operou em Hammerfest pelo restante das guerras napoleônicas. Em 1890 um incêndio que começou em uma padaria, se alastrou na cidade, queimando metade das casas e uma delas foi a da Família Hammerfest e apenas um membro foi vítima e morreu, a Rah-Eem. Sua família recebeu doações e assistência humanitária de todo o mundo, assim como a cidade incendiada.

Gadiol e seus filhos estavam de luto, junto com a cidade que também perderam alguns membros, mas não queriam apagar a história de vitória da Rah-Eem, então continuaram lutando e crescendo, até que o Conselho Municipal, com 35 representes eleitos, em 1900 elegeu o primeiro Hammerfest como prefeito da Cidade, o primogênito do Gadiol, o excepcional Sivan Banks Hammerfest, casado com a Kora, que passou mais tarde o lado para seu filho. Louis, filho de Sivan nasceu em 1911 e quando grande, assumiu a prefeitura da cidade, casando-se com a Jules, gerando o Adrien em 1951.

**

Família Rietmann

Berlin und der Aufstieg der Nobility
"Berlim e a Acensão da Nobreza"

Com o final do século XV e o início do século XVI, a Alemanha não era um Estado politicamente centralizado. A nobreza era tão independente que cunhava moedas, fazia a justiça e recolhia impostos em suas propriedades. Para complementar sua riqueza, saqueava nas rotas comerciais, expropriando os mercadores e camponeses. A burguesia alemã, comparada à dos países da Europa, era débil: os comerciantes e banqueiros mais poderosos estabeleciam-se no sul, às margens do Reno e do Danúbio, por onde passavam as principais rotas comerciais; as atividades econômicas da região eram a exportação de vidro, de metais e a “indústria” do papel; mas o setor mais forte da burguesia era o usurário. E era nesse típico cenário que vivia Wilcar Anthony Friedrich Himmelsbach von Sthout Rietmann, um jovem alemão que havia recém-formado em Medicina, estava com 25 anos e o ano era 1498. Wilcar era o único filho de uma família aristocrata que há quase 200 anos vivia em Berlim. O pai, um ex comandante aposentado do exército alemão chamado Konrad Alekssander von Sthout Rietmann era dono de alguns bancos em Munique e Heidelberg além de terras arrendadas à suábios que viviam às margens do Reno e do Danúbio, infelizmente Konrad havia falecido há pouco tempo deixando os bens para a esposa e o filho. Hilde, a mãe de Wilcar e esposa de Konrad, nascida em Klagenfurt na Áustria, havia fugido aos 15 anos de casa após ouvir uma conversa entre os pais sobre um possível casamento com um primo materno de sangue puro como ela. A fuga de casa gerou bastante conflito pois os pais temiam que a filha envergonhasse a família se casando com algum trouxa ou mestiço, já que na época um casamento de bruxo de sangue puro com alguém que não tivesse o mesmo tipo de sangue era algo totalmente fora de questão. Porém, a família de Konrad também possuía a ligação com bruxaria sendo considerada uma das famílias mais antigas com o histórico de membros que se pendiam para o lado das trevas. O pai de Konrad havia sido um desses membros e havia pagado muito caro pela escolha que havia feito Mesmo sabendo o que havia acontecido com seu avô, Wilcar também acabou se deixando levar pela influência de comensais da morte que em poucos meses de convivência o fizeram se bandear para o lado das trevas deixando os negócios do falecido pai sob os cuidados da pobre mãe que juntamente com ex-sócios. Wilcar havia esquecido um pouco da família, começou a sentir-se eufórico e apenas se importava em fazer o mal sem olhar a quem e foi em uma de suas maldades que conhecer Marcus Bishop,, comandante dos comensais da morte que anos antes havia liderado uma invasão na França matando centenas de trouxas inocentes, pessoas que não possuíam ligação com bruxaria e que para Marcus era um peso à mais no mundo. Wilcar e Marcus comandaram durante quase 10 anos muitos outros ataques, matando mulheres, homens e até mesmo idosos e crianças e, foi durante um ataque na Suécia que Wilcar conheceu a jovem Annelise Hauagge, filha caçula de um auror que havia sido assassinado juntamente com a esposa e os outros filhos mais novos por Marcus. Aquela jovem de cabelos escuros, olhos claros e sorriso encantador fez com Wilcar abrisse os olhos e notasse todas as maldades que ele havia cometido apenas por capricho, foi amor à primeira vista e para defender sua amada das maldades de seu companheiros que Wilcar matou Marcus diante a jovem que naquele momento se entregou ao seu salvador.

Meses depois, em 1510 com a morte de sua mãe Hilde e a chegada do filho Dimitri, Wilcar se viu mais maduro, já não era mais aquele rapaz com sede de sangue, deixou definitivamente de lado as trevas e resolveu que tentaria concluir os objetivos do pai, tomou seu lugar ao banco do pai, voltou a arrendar as terras e construiu um castelo para viver com a mulher e o filho. Dimitri foi crescendo e quando estava com onze anos recebeu a esperada carta de Hogwarts, foi selecionado para a casa de Grifinória diferentemente de seus pais e avós que foram selecionados para a Sonserina e Lufa-lufa. A cada ano, Dimitri ia crescendo cada vez mais, era bastante inteligente e possuía facilidade para fazer amigos de outras casas, principalmente garotas. O garoto queria muito seguir os passos do avô e quando se formou em Hogwarts se matriculou na universidade onde cinco anos depois se formou pronto para exercer o ofício de banqueiro. Ele se casou em 1533 com uma inglesa de nome Amélie Christine Orzechowski, que conhecerá em Hogwarts na época dos estudos e que agora estava na Alemanha fazendo intercâmbio. Durante muito tempo tentaram ter filhos, todas as tentativas pareciam ser em vão e quando estavam desistindo até que 1548, quase 15 anos depois do casamento, conseguiram ter um filho que batizaram com o nome de Niklaus Henrik Himmelsbach von Sthout Hauagee Orzechowksi Rietmann, quase dois anos depois o pequeno Bernard nasceu porém morreu meses depois devido a um surte de crupe, isso é uma doença que asfixiava até a morte. Na época não havia tratamento adequado, os médicos da época eram devidamente preparados ou não possuíam remédio suficiente para tratar uma doença como aquela, então a única opção era esperar pela morte.


Trier -Ein neues Leben
"Trier- Uma nova vida"

Em 1570 os negócios da família se expandiram para outros ramos como a medicina bruxa, Niklaus já havia se formado em Hogwarts e na universidade de medicina bruxa, onde havia se formado como um dos melhores alunos no preparo de poções e em execuções de feitiços de cura. Havia entrado nessa área com um propósito que era salvar vidas de crianças inocentes para que nenhuma outra criança assim como seu irmãozinho morresse por falta de tratamento adequado. Devido à outra crise de Crupe e de virose na região da Renânia-Palatinado, Niklaus resolveu se mudar de Berlim para a histórica cidade de Treveris, ou Trier e lá passou a exercer a profissão de medibruxo atendendo famílias bruxas, mestiças e até mesmo trouxas que o procuravam. Em uma das consultas conheceu uma jovem que sofria de pneumonia, ela se chamava Bridget von Bauer e era filha de uma família nobre. Ele tratou a jovem que também se apaixonou por ele e dois anos depois se casaram. Em 1573 tiveram os trigêmeos Darren, Julian e Esthér, em 1575 nasceu Natallie e finalmente em 1576 nasceu Desmond, o último filho de Niklaus e Bridget Rietmann. Alguns anos se passaram e a pequena família expandiu ainda mais seus negócios em Trier. Niklaus abriu vários bancos, como o New Golden State e o New Staat Rietmann, construiu clínicas, passou a arrendar terras para alguns aldeões e também alugou vários imóveis para centenas de pessoas que vinham de fora para trabalhar em Trier. Darren e Julian estudavam em Berlim prontos para entrar em Hogwarts juntamente com Esthér que ainda estava em Trier com os irmãos mais jovens.

Season of the Witch - Die Anfechtung der Unschuldigen und die Flucht der Erben
"Caça às Bruxas - O julgamento dos inocentes e a fuga dos herdeiros"

Durante toda a existência da família Rietmann na Alemanha, aconteceu vários fatos que desencadearam muitas revoltas, uma delas ficou conhecida como caça às bruxas, uma perseguição política e social que começou no século XV e atingiu seu auge nos séculos XVI e XVII principalmente em Portugal, Espanha, França, Inglaterra (chamada de Normandia), Alemanha, e Suíça em menor escala. As antigas seitas pagãs e matriarcais, de fundo e objetivo Político, eram tidas como satânicas, de domínio popular com objeto diferente do religioso, sendo organizações diferentes do que costumam pregar a Bíblia, Alcorão e outros livros santos, tendo uma conotação de domínio político de Poder. Várias mulheres, algumas delas jovens, eram acusadas de praticar bruxaria para atrair homens com cantigas mágicas ou por serem hereges. A família Rietmann sabia desse perigo, mesmo não praticando tais pecados que a Igreja da época condenava, procuravam manterem-se ocultos para preservar a vida de familiares. As pessoas que sabiam sobre o segredo da família procuravam ficar caladas, pois sabiam que nenhum deles era culpado ou praticava aqueles crimes. Porém, não se podia mais confiar em ninguém quando a vida de sua família estava arriscada.

Era inverno de 1984 quando o tormento para os Rietmann’s começou, Esthér, Darren e Julian, então com 11 anos se preparavam para viajar para Berlim já que dias depois seguiriam para Londres onde pegariam o trem para Hogwarts. Desmond e Natallie, os mais novos com a idade de 8 e 9 anos, haviam saído para comprar mantimentos quando ouviram o tropel de cavalos que parecia ir em direção das terras onde a família habitava. Os dois jovens voltaram para a casa, porém antes mesmo que adentrassem o portão tiveram a visão mais terrível de suas vidas. Homens encapuzados com o emblema da igreja estampado em suas vestes arrastavam para fora seus pais, irmãos, avós e todos os parentes e empregados que frequentavam a mansão. Natallie tentou correr até eles, mas foi segurado por Desmond que segurou suas lágrimas enquanto via sua família seguir enclausurada em gaiolas para a praça da cidade. Seguiram as carruagens até a praça central onde centenas de pessoas estavam amarradas, algumas queimavam em fogueiras enquanto outras decapitadas se contorciam pelo chão. Ouviram a sentença dos pais e avós, eram culpados por heresia e por associação com espíritos malignos coisa que Desmond e Natallie sabiam que era mentira. Viram os olhos do pai, sereno e que dizia apenas uma coisa “fujam meus filhos”, logo depois Niklaus e seus entes foram torturados e mortos diante os dois filhos que não puderam fazer nada á não ser fugir já que algumas pessoas que acusaram seus familiares estavam diante deles. As duas crianças fugiram sendo perseguidas por vários meses por cavalheiros a mando da igreja prontos para ataca-los sem dó nem piedade. Conseguiram chegar à França onde conheceram um jovem bruxo que ao notar os dons dos dois irmãos conseguiu um lugar para eles se esconderem junto com os outros fugitivos.

England - Die Vision, die alles verändern würde
"Inglaterra - A visão que mudaria tudo"

Os anos se passaram e, os dois herdeiros ainda estavam escondidos com os outros bruxos que assim como eles não praticavam o mal. A caça ainda continuava e, o que a Igreja mais desejava saber era onde estavam escondidos os foragidos. Sempre que pegavam alguém, torturavam e faziam a mesma indagação: “Onde estão os outros?”, mas nunca conseguiam arrancar as respostas já que todos os bruxos eram fiéis e jamais entregariam seus amigos mesmo que pagassem um preço alto. Numa tarde Natallie que estava com 17 anos e que possuía o dom de ver o futuro, previu que em 1594 uma guerra se iniciaria na Irlanda contra a Espanha e que duraria muitos anos. Passou-se dois anos e a guerra se iniciou, um dos bruxos que ouvira o que a jovem havia previsto era um bruxo mestiço meio-irmão de Anthony DeCourt, um jovem que servia a Rainha Isabel I que na época governava a França, Inglaterra e a Irlanda e que naquele momento enfrentava Hugo O'Neill, rebelde espanhol que lutava contra a Irlanda, justamente a guerra que Natallie havia previsto. A história dos jovens irmãos chegou aos ouvidos da rainha que naquele momento se encantou pelos dois, principalmente pelas visões da jovem Natallie que durante a guerra seriam de grande importância para Isabel.

Desmond se tornou conselheiro real junto à Natallie que por possuir o dom da adivinhação e o preparo de poções acabou se tornando a curandeira do palácio ajudando em partos, curando pessoas com seus remédios milagrosos e até mesmo prevendo o fim da guerra em 1603 quando Hugo O'Neill se rendeu e a morte da Rainha Isabel I em poucos dias depois. O tempo foi passando, Desmond se casou com a filha de um duque, Natallie permaneceu solteira, pois acreditava que o amor puro jamais seria encontrado. Os negócios da família Rietmann voltaram a crescer após o nascimento de Evan, único filho de Desmond que montou uma galeria de artes colecionando obras pintadas por memoráveis pintores. Evan recuperou os bens de Berlim e Treveris e construiu uma mansão em Londres onde viveu com seus filhos. Os descendentes da linhagem de Czarie Rietmann ainda vivem em Londres, alguns, porém resolveram viver em Munich e Berlim na Alemanha onde recuperam o Castelo de Himmelsbach. Atualmente a descendente mais velha da família Rietmann é Katrina Rietmann.

**

União Hammerfest-Rietmann

Adrien Hammerfest conheceu a Katrina Rietmann em 1974, em uma viagem que ela fez para a Noruega quando ainda era Procuradora da Justiça e se apaixonaram à primeira vista. Após todo o romance precoce, Katrina engravidou e teve o Hades em 1976, com isso, assumiram o relacionamento, se casaram e decidiram unir as duas famílias em apenas uma, um lar, cheio de amor. Adrien, patriarca da Família Hammerfest e atual prefeito da cidade, convidou a Família Rietmann para residirem na Noruega, o que não foi muito bem aceito pelos membros de ambas as famílias, mas como os mais velhos de ambas as famílias eram respeitados, calados, foram.

Adrien começou a apresentar sinais de Alzheimer em 2016, o que estava prejudicando todo o seu trabalho e relacionamento. Afastou-se do cargo de Prefeito, mas Hades não aceitou assumir seu lugar, logo, durante 4 anos, o cargo ficou sendo assumido pela Katrina, que era muito respeitada em Hammerfest, não por ser esposa de um grande homem, mas por ela ser uma grande mulher.




Elfo Doméstico: Wlady (NPC).



Principais Conquistas e Cargos:

Adam LeBlanc Richmond - Ex-Monitor da Corvinal.
Anna Cahors Grössen. - Funcionáia da Dominic Maestro’s em Hogsmeade.
Lorenzo Austin Devereaux – Ex-Servidor do Ministério da Magia.
Leona Volker Wittelsbach - Ex- Servidora do Ministério da Magia.
Maite R. Von Hansen - Servidora do Ministério da Magia.
Marrié Rietmann Devereaux - Bibliotecária de Hogwarts.
Pann Grössen von Habsburg - Estagiária do Ministério da Mágia, Ex-herdeira da casa de Hufflepuff e aluna destaque do 6º ano 2015/ 1 e 5º ano 2014/1.
Penélope Riet. Czarevich - Ex- Auror do Ministério da Magia.
Petryia Riet. Gyllenhaal - Docente de Hogwarts.
Petter S. W. Rotschild - Auror Chefe.
Sammy Stemford Whitehill - Auror.
Thomas Brood A. Boudmer - Monitor da Lufa-lufa.



Dons e Habilidades:

Pann Grössen von Habsburg - Animago Ilegal ( Gato-bengali)




Agatha C. Stella
Adultos • Crianças • Famílias
Minion da Ministra Evelyn
QUEEN OF HEARTS •ops!

Empadas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Família Hammerfest-Rietmann
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Ilhas Britânicas :: Localidades Bruxas :: Primeira Seção-
Ir para: